Cotado em ‘A Fazenda’, Túlio vive crise e sofre sem Engenhão

Compartilhe:

Em meio à lenta caminhada para marcar o milésimo gol da carreira, Túlio Maravilha tem outra preocupação: os seus problemas financeiros. O veterano atacante depende de pequenos acordos publicitários com empresas, além de cachês em eventos – muitos deles do próprio Botafogo. Uma saída para melhorar tal situação seria participar do programa “A Fazenda”, da TV Record, que o sondou no mes passado.

Alheio à falta de dinheiro, o jogador se irrita mesmo é com a demora para a finalização do projeto “Túlio a 100 – 7 gols de solidariedade”. Segundo apuração do UOL Esporte, o Engenhão interditado surge como mais um empecilho, já que o objetivo do clube alvinegro e do jogador era que o gol histórico fosse marcado no estádio.

Antes de dar início à campanha do milésimo gol, Botafogo e Túlio negociaram uma espécie de luva para o atleta jogar com a camisa alvinegra. O clube ofereceu uma quantia irrisória, aceita de imediato pelo atacante. Pego de surpresa pelo fato de o atleta nem mesmo cogitar iniciar uma negociação para aumentar o cachê, o Alvinegro voltou atrás e aumentou a quantia por achar injusto o valor inicial.

O Botafogo está com compasso de espera por uma definição sobre o que ocorrerá com o Engenhão, interditado desde o dia 26 de março por causa de um problema em sua cobertura. Atrapalhado pela decisão da Prefeitura do Rio, o clube ainda não decidiu se valerá a pena marcar novo jogo para Túlio em outro estádio e espera uma definição da situação para ter melhor posicionamento. A demora sobre os próximos passos do projeto deixa o veterano chateado.

Enquanto isso, Túlio se vê em evidência fora dos gramados. A fama de irreverente e polêmico ainda lhe rende alguns frutos. Além de gravar um comercial para um supermercado, o atacante foi sondado pela TV Record para integrar o elenco do reality show “A Fazenda”, que terá início no dia 16 de junho. O grupo já foi definido pela emissora, que mantém o nome dos integrantes em sigilo.

Durante a aproximação da Record, o Botafogo era a favor de que Túlio participasse do programa e voltasse depois para marcar o gol mil. Entretanto, a ideia não perdura mais nos cartolas do clube de General Severiano. O objetivo é acabar o projeto “Túlio a 100 – 7 gols de solidariedade” o quanto antes.

O que motivou a mudança de opinião é a conturbada relação entre Botafogo e a esposa de Túlio, Cristiane Maravilha, sua atual empresária. Ela é vista como uma pessoa complicada de lidar e que chegou a atrapalhar algumas negociações de amistosos da campanha. Inclusive, a mulher do atacante é a responsável por utilizar o Twitter do atacante, que não tem muita intimidade com a internet. O UOL Esporte tentou contato com Cristiane, que não foi encontrada.

Túlio está a dois gols de completar o milésimo gol da carreira, segundo as suas contas. O último jogo foi realizado no dia 24 de fevereiro, quando o Botafogo venceu por 3 a 2 o Santos de Angola, no Caio Martins – o jogador fez os três gols neste duelo. Desde o lançamento do projeto, no dia 27 de agosto de 2012, foram disputadas quatro partidas. Além do time africano, o atacante encarou Boavista, Cachoeiro FC e Rio Branco.

Fonte: UOL

Comentários