Tecnologia na linha do gol vai ser usada já neste Brasileirão

Compartilhe:

O reinício do Campeonato Brasileiro após a Copa das Confederações, em julho, será marcado pela estreia de um reforço de peso. De acordo com a GoalControl, empresa responsável pela implantação da tecnologia de linha de gol, presente nos seis estádios da competição internacional, também será utilizado no restante do Brasileirão.

Em contato com o L!Net, Claudine Fronterotta, vice-presidente da GoalControl, revelou que diretores da empresa que fornece o sistema tecnológico escolhido pela Fifa já tiveram reuniões preliminares com a Comissão de Arbitragem. O plano é que com o retorno do Brasileiro a tecnologia já seja utilizada em jogos disputados nos estádios da Copa das Confederações: Mané Garrincha (Brasília), Maracanã (Rio de Janeiro), Mineirão (Belo Horizonte), Arena Pernambuco (Recife), Arena Fonte Nova (Salvador) e Castelão (Fortaleza). A estreia será no Maraca.

– A ideia é que haja uma fase de adaptação na introdução do sistema tecnológico. Vamos voltar a conversar após o torneio, mas tudo indica que o GoalControl já vai funcionar no Brasileiro, nos estádios que instalamos o sistema. Começa aos poucos, no Maracanã primeiro.

Questionada se o fato de apenas alguns estádios oferecerem a tecnologia, que auxilia os árbitros em lances em que não fica claro se a bola passou da linha do gol, não prejudicaria o equilíbrio do campeonato, Fronterotta ressaltou o apoio da Fifa e a falta de diretrizes com relação ao uso dos sistemas tecnológicos:

– Ela ainda não baixou uma norma. Os sistemas tecnológicos são um presente da Fifa para as arenas. E a ideia é que eles já sejam usados logo, para não ficarem parados até a Copa do Mundo. A CBF está nos fazendo um favor, pois assim podemos testar as tecnologias.

EMPRESAS PODEM NEGOCIAR PELO MUNDO
A Fifa, em conjunto com a International Board (IFAB), já deu o selo de aprovação para quatro sistemas diferentes, após uma série de testes rigorosos. Além da GoalControl, Hawk-Eye, GoalRef e Cairos. Desta forma, cada empresa pode negociar com as federações nacionais como empresas, e cada país pode escolher o da sua preferência.

O “olho do falcão”, famoso por ser utilizado no tênis, já foi o escolhido para determinar se a bola entrou no gol ou não nos jogos do Campeonato Inglês. Esta mesma tecnologia foi utilizada no último Mundial de Clubes, vencido pelo Corinthians, que também teve o GoalRef, o famoso “chip na bola”.

Já o GoalControl deve ser mesmo o escolhido pela CBF para ficar no Campeonato Brasileiro, até para aproveitar o legado. Mas Claudine Fronterotta adiantou ao LANCE!Net que está perto de entrar em outros dois países.

– Temos conversas adiantadas para fornecer a nossa tecnologia à Arábia Saudita e aos Estados Unidos – revelou a vice-presidente.

Fonte: Lancenet!

Comentários