Botafogo sonha com retorno de Jamaal em novo projeto do basquete: ‘Primeiro nome nosso na cabeça’

42 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Botafogo sonha com retorno de Jamaal em novo projeto do basquete: ‘Primeiro nome nosso na cabeça’
Arquivo pessoal

O Botafogo ficou fora do NBB 2022/23 por não ter ainda as garantias financeiras exigidas, mas vem trabalhando forte nos bastidores para voltar na temporada seguinte, que começará no fim do ano que vem. E já há um primeiro nome para liderar esse projeto: Jamaal Smith, estadunidense campeão sul-americano pelo Glorioso em 2019 e um dos ídolos do basquete alvinegro.

Ele é o primeiro nome nosso na cabeça. O Jamaal encarnou o espírito do botafoguense, ele transmitia dentro de quadra o sentimento do torcedor principalmente quando enfrentava o nosso rival. Ele era aquele cara que metia a bola e olhava na cara do torcedor do Flamengo com os braços para trás – confidenciou Carlos Salomão, diretor de basquete do Botafogo, em entrevista ao “Canal do Anderson Motta”.

O Jamaal seria sem sombra de dúvidas o nosso maestro, seria um prazer trazê-lo de volta. Vai fazer 38 anos, mas é um tanque de guerra, se cuida demais. Ele tem a tatuagem de uma estrela no braço, é a estrela do Botafogo. Ele iria tatuar o escudo do Botafogo, mas um membro da comissão técnica falou para ele pensar bem porque poderia atuar por outro clube, e ele falou: “Eu nunca vou jogar por um rival” – lembrou Salomão.

Segundo o dirigente, o Botafogo precisa de um investimento superior a R$ 3 milhões para voltar a ter uma equipe forte na categoria adulto. O clube trabalha para conseguir as CNDs (Certidões Negativas de Débito), o que poderia ajudar o basquete a captar mais investimentos. E o Glorioso precisa voltar ao NBB no fim de 2022, se não perderá a vaga.

Acabamos batendo na trave mais uma vez esse ano, mas ano que vem temos que voltar. Temos uma franquia na principal liga de basquete, que é o NBB, essa franquia tem um valor milionário e só podemos ficar em regra duas edições sem participar. O Botafogo deveria voltar em 22/23, fiz um pedido especial para que se prorrogasse mais um ano e aí há uma condição inegociável de ter que voltar na próxima temporada. Não temos mais opção de prorrogar de novo – explicou Salomão.

Fonte: Redação FogãoNET e Canal do Anderson Motta

Notícias relacionadas