Botafogo e Vasco fazem clássico carioca pela primeira vez na Série B do Brasileiro

6 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Botafogo e Vasco fazem clássico carioca pela primeira vez na Série B do Brasileiro
Vitor Silva/Botafogo

Botafogo e Vasco farão um histórico clássico carioca na Série B do Campeonato Brasileiro. O duelo de campeões nacionais neste sábado, às 21 horas, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela 15ª rodada, ainda colocará frente a frente dois técnicos recém-chegados.

Enderson Moreira e Lisca foram contratados com a perspectiva de um único objetivo: o acesso. Por ora, os dois começaram com o pé direito na Série B. Aos 49 anos, Enderson Moreira, que substituiu Marcelo Chamusca, obteve duas vitórias em dois jogos, enquanto Lisca, de 48, venceu em sua estreia o Guarani, por 4 a 1, após substituir Marcelo Cabo, agora no Goiás.

Vindo de duas vitórias seguidas, depois de ter passado pelo CSA (2 a 0), o Botafogo chegou aos 19 pontos e voltou a sonhar com o G4 – zona de acesso. Um pouco mais acima está o Vasco com 22 pontos. O time do técnico Lisca não perde há seis rodadas na Série B e atropelou o Guarani por 4 a 1. Na quarta-feira, virou a chave, e pelas oitavas de final da Copa do Brasil perdeu por 2 a 0 para o São Paulo no Morumbi.

No Botafogo, o meio-campista Romildo apresentou um quadro infeccioso viral e será desfalque, mesmo tendo testado negativo para a covid-19. Enderson Moreira volta para o banco de reservas, após cumprir suspensão na última rodada por expulsão.

“Sabemos que será muito difícil, o Vasco tem uma equipe qualificada com bons jogadores. O Lisca também é um bom treinador, já trabalhei com ele e sei que cobra bastante das equipes que trabalha. Estamos atentos a tudo isso para fazermos um grande jogo e buscarmos o resultado”, analisou o zagueiro Gilvan.

No Vasco, Lisca não terá o lateral-esquerdo Zeca, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O garoto Riquelme se recupera de lesão no tornozelo. Assim, o meia-atacante MT, que volta de suspensão, deve assumir a vaga.

“MT já teve atuação (na lateral-esquerda) contra o CSA no segundo tempo, em um jogo muito mais de força. Riquelme, infelizmente, torceu o tornozelo. Tentou treinar para vir pra cá, mas o departamento médico achou a situação temerária. Vamos ver agora no Rio como o Riquelme vai se portar, e o MT é uma das opções, sim”, explicou o treinador. Ele promete virar a chave, focando tudo na Série B.

Fonte: Terra

Notícias relacionadas