CEO do Botafogo trata CT como fundamental e atualiza status; clube quer mais receita em shopping

4 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Jorge Braga, CEO do Botafogo
Reprodução/Botafogo TV

O CT do Botafogo, no Espaço Lonier, até hoje não saiu do papel. Desde 2017 há notícias, porém o centro de treinamento sequer foi finalizado. O terreno foi doado ao clube pelos irmãos Moreira Salles. CEO alvinegro, Jorge Braga atualizou a questão.

– A colaboração, contribuição e criatividade da torcida são fundamentais. Mas temos recebido sugestões parecidas: “Por que não faz mecanismo para CT, para pagar jogador, para alavancar o sócio-torcedor?” Adoraria ter programa de captação financeira para todas as necessidades, que são muitas. Concordo que o CT é fundamental. Nenhum time tem história grande, sustentável e de valor se não tiver CT. Isso está bem evoluído, essas discussões. O Botafogo recebeu terrenos no Lonier, tinha obrigações de pagamento que não cumpriu. Nesse momento estamos resolvendo questões financeiras, tributárias e jurídicas, para resolver isso o mais rápido possível – afirmou Jorge Braga à Botafogo TV.

O dirigente também comentou sobre a revisão dos contratos, como do Shopping Casa & Gourmet, espaço comercial localizado ao lado da sede de General Severiano. O clube acredita que pode ter mais receitas no local.

– Nenhum projeto clube-empresa, que fale de investimento, é crível se não mostrar ao investidor que está fazendo o trabalho de casa. Que é tomar muitas decisões duras, muito trabalho, reestruturação de custos, redução de despesas e buscas por novas receitas. Nosso time está fazendo a revisão de contratos, como o do shopping, que foi celebrado em dezembro de 1993 e teve aditivos. Passamos o pente fino e temos convicção de que é uma oportunidade de receita importante – disse o CEO, que preferiu não culpar gestões anteriores.

– Sobre a questão de responsabilizar, temos pouco tempo, nosso objetivo é ajudar o Botafogo o mais rápido possível, não ficar com vinganças ou coisas pessoais. Primeiro queremos garantir as receitas do Botafogo, depois analisamos se for o caso – completou.

Fonte: Redação FogãoNET e Botafogo TV

Notícias relacionadas