Diretor da SAF do Botafogo surpreende ao apontar um clube ‘fantástico’ para investimento no Brasil

58 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Jhon Textor com os consultores Danilo Caixeiro e Thairo Arruda no Estádio Nilton Santos, do Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo se tornou SAF, se reorganizou e passou a contar com o investimento de John Textor, que adquiriu 90% das ações do futebol alvinegro. Personagem importante desta transformação, o diretor da SAF do Glorioso, Thairo Arruda, deu palestra no congresso “Brasil Futebol Expo 2022” e falou sobre essa possibilidade para outros clubes.

Thairo ressaltou que a Sociedade Anônima do Futebol não conseguirá salvar todos os clubes.

Alguns clubes não são bons investimentos. A SAF veio salvar, mas por que ninguém compra o Paraná ou a Portuguesa, que estão à venda há muito tempo? Porque não faz sentido. O Paraná caiu de divisão no estadual, gera zero receita quase. (Se) Fosse fazer fluxo de caixa, vai ver que o clube vale R$ 7 ou 10 milhões e tem R$ 130 milhões de dívida. Não existe. Um investidor profissional olha isso e não entra – explicou Thairo Arruda, segundo à “ESPN”.

O diretor da SAF do Botafogo, no entanto, surpreendeu ao indicar um bom clube para ser comprado.

Criciúma não tem dívida. Acho um fantástico investimento. Você pode colocar R$ 100 milhões no Criciúma porque não tem dívida. Porque do jeito que está hoje, sozinho, não vai subir de forma competitiva – ponderou.

Fonte: Redação FogãoNET e ESPN

Notícias relacionadas