Dirigente admite ‘pressão por resultados em todos’, mas descarta saída de Luís Castro do Botafogo: ‘Importantíssimo’

66 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Dirigente admite ‘pressão por resultados em todos’, mas descarta saída de Luís Castro do Botafogo: ‘Importantíssimo’
Vitor Silva/Botafogo

Luís Castro tem campanha irregular no Botafogo, principalmente nos últimos jogos, mas conviveu com uma série de desfalques e lesões, que atrapalharam o projeto. Com a segunda janela de transferências e dez reforços, o clube aposta em maior estabilidade e descarta a saída do treinador.

– A pressão por resultado atinge a todos, porque o Botafogo é SAF, empresa, tem projeto, mas tem que vencer. Tem que ganhar. A pressão acomete a todas as pessoas. Por mais que façamos as coisas bacanas, temos um compromisso muito forte no Campeonato Brasileiro. Não é uma pressão natural de treinador, de tirar o Luís que vai resolver. Nosso pensamento é muito mais amplo, análise muito mais profunda do que pode melhorar. Não é mudar o treinador que vai mudar da água para o vinho. Os clubes fazem isso para aliviar a pressão, vem outro, acaba dando certo. É uma tentativa de acerto e erro. Enquanto o Luís for um cara importantíssimo para o projeto como é, na nossa ideia de longo prazo, é isso que vai ser. Ele tem grande responsabilidade, com equipe, mas nós temos grande responsabilidade no entorno, de discutir as razões para que as coisas não estejam acontecendo. Todos nós sabemos da nossa pressão por resultado e que precisamos buscar estabilidade maior no campeonato. Estamos trabalhando firme nisso aí – afirmou o diretor de futebol, André Mazzuco, em entrevista coletiva.

O técnico português é visto no clube como o profissional ideal não apenas para comandar a equipe, como também na estruturação do futebol e integração com divisões de base.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas