Em acordos, Botafogo reduz dívida com governo de R$ 466 milhões para R$ 190 milhões

200 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Em acordos, Botafogo reduz dívida com governo de R$ 466 milhões para R$ 190 milhões
Reprodução/Botafogo TV

O Botafogo conseguiu um ótimo desconto fora de campo. Em acordo com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), aproveitando-se do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse), o clube reduziu consideravelmente sua dívida com o governo, além de poder pagá-la em parcelas.

De acordo com o site “Goal.com”, a dívida tributária foi reduzida de R$ 466 milhões (número estimado em 2020) para R$ 190 milhões. Um desconto de 59%.

Houve auxílio do escritório Pinheiro Neto Advogados, por meio da advogada Andréa Mascitto.

– Em 2020, o Botafogo era a 12ª maior receita, mas era o quarto maior endividamento geral e o primeiro em termos tributários. A gente negociou com a Procuradoria, conseguiu o teto máximo da transação, que é um desconto de até 70% da sua dívida, desde que você não coma o principal. As dívidas mais recentes sofrem menor redução, mas as mais antigas sofrem maior redução – afirmou Andréa, ao site “Goal.com”.

– O Botafogo conseguiu uma redução de quase 60% da dívida, que caiu de R$ 418 milhões para R$ 175 milhões. Isso no acordo fechado em 29 de dezembro. Vou te dar uma atualização, a gente conseguiu incluir nessas mesmas condições dívidas que não tinham sido inscritas. A gente conseguiu que elas gozassem da mesma condição. A gente conseguiu esse chorinho, com a mesma redução – completou.

Foram duas negociações. A primeira na qual a redução foi de R$ 418 milhões para R$$ 175 milhões e a segunda, com outro débito, com queda de R$ 48,327 milhões para R$ 15 milhões.

Fonte: Redação FogãoNET e Goal,com

Notícias relacionadas