Jorge Braga defende SAF: ‘Botafogo é o produto de investimento do futebol mais interessante no Brasil’

39 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Entrevista do CEO Jorge Braga, do Botafogo, em setembro de 2021
Reprodução/Premiere

Jorge Braga, CEO do Botafogo, falou com muita expectativa sobre a implementação da SAF – Sociedade Anônima do Futebol – no país, que depende agora de uma segunda votação no Congresso, após a sanção (com vetos) do presidente Jair Bolsonaro. Em entrevista ao SporTV nesta terça-feira, o dirigente enumerou os atrativos que o Glorioso apresenta ao mercado.

Eu acho de longe o Botafogo o melhor produto de investimento do mercado. São dois mecanismos, que é enfrentar a dívida e trazer dinheiro novo. O Botafogo tem uma reputação de marca, uma visibilidade no mundo inteiro, com um histórico gigantesco. Tem um conjunto de ativos muito relevantes, desde as seis sedes, e com um histórico de formação de atletas, direitos econômicos, muito grande. Então, na minha opinião, esse conjunto torna o Botafogo o produto de investimento do futebol mais interessante no Brasil no momento – afirmou.

– Temos o marco regulatório importante que é a SAF, e o conceito que o Botafogo está discutindo é estruturalmente igual à SAF. Só que agora temos uma lei que diz exatamente isso. A segurança jurídica que a SAF trouxe mudou a perspectiva do mercado em relação ao Botafogo – completou.

Com uma dívida estimada em R$ 950 milhões e uma relação dívida x receita de quase oito vezes, o Botafogo trabalha para que a Botafogo S/A saia do papel a partir da aprovação da SAF. Jorge Braga revelou torcida para que os vetos de Jair Bolsonaro sejam derrubados pelo Congresso.

– Como ela (a lei da SAF) foi concebida originalmente é muito benéfica no meu entender, no sentido de que preserva a continuidade dos clubes, cria um período de transição, mas obriga uma gestão muito clara, um compromisso com o pagamento das dívidas, a criação de uma entidade apartada. O modelo original da SAF é muito bem-vindo e torço para que os vetos caiam – disse Jorge Braga.

Fonte: Redação FogãoNET e SporTV

Notícias relacionadas