Luís Roberto diz que ‘Textor enquadrou Luís Castro no Botafogo’ por conta de declarações sobre estrutura

91 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Luís Roberto diz que ‘Textor enquadrou Luís Castro no Botafogo’ por conta de declarações sobre estrutura
Vitor Silva/Botafogo

As declarações de Luís Castro na última semana, com duras críticas ao CT Lonier (ao qual disse que o campo é “duro e bom para estacionar carros”) e estrutura, foram motivo de uma “enquadrada” de John Textor no Botafogo. Foi o que afirmou o narrador Luís Roberto, no programa “Seleção SporTV” desta segunda-feira.

Outra informação, que soube de fonte importante, é que depois das declarações de Luís Castro, Textor o enquadrou, porque ele já sabia quando veio. Disse que “estamos no processo”, que as declarações sobre CT e estacionamento não contribuem. Usou da autoridade de ser sócio majoritário para enquadrar o treinador, porque ele veio sabendo – disse Luís Roberto.

O narrador comentou também sobre a presença de um representante do Crystal Palace no Estádio Nilton Santos.

– Ontem ficamos acompanhando John Textor nas imagens. Ele ontem recebeu um cara de confiança, o executivo de futebol do Crystal Palace Dougie Freedman. Foram até o campo, apontaram arquibancada, conversaram sobre vários temas, Textor tem ideia de construir estádio – afirmou Luís Roberto.

O comentarista Paulo César Vasconcellos, por sua vez, encarou com naturalidade as declarações de Luís Castro.

– Não vi nada demais nas observações do Castro. No Brasil temos que parar de maquiar realidade. Ele foi lá e falou algo que deixa o Botafogo muito para trás de outros clubes. Teve administrações tão danosas, exceto Bebeto de Freitas, que está atrás de clubes menores. Quando se expressa dessa forma, acho que está ali sofrendo e se matando para compensar essas deficiências estruturais, que são de dó. Ficou parado após a saída do Bebeto de Freitas, não teve administração para estruturar, foram danosas e abusivas. Nessa temporada, o único objetivo é terminar fora dos quatro. O clube hoje tem dinheiro, é ativo no mercado, mas a competição é consequência da estrutura – argumentou PC Vasconcellos.

Fonte: Redação FogãoNET e SporTV

Notícias relacionadas