Revista destaca reconstrução do Botafogo, S/A e parceria com XP: ‘É caso de festejar como título da Libertadores’

72 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Jorge Braga, CEO do Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Sabe aquele Botafogo? Morreu! Conheça o novo!“. É assim que a revista “IstoÉ Dinheiro” intitula uma reportagem publicada esta semana sobre a transformação do clube em S/A, as mudanças sob a gestão do CEO Jorge Braga e a parceria com a XP Investimentos para buscar um novo “dono”.

A reportagem destaca medidas adotadas pelo CEO para reduzir custos, otimizar receitas e tentar diminuir o rombo nas contas do clube, enquanto o Glorioso procura dinheiro novo para se manter vivo.

– A gente foi literalmente linha a linha (nos contratos). Em cima de todas elas. Somente entre contratos de grande porte renegociamos 100. Neste ano, o nosso grande desafio é a sobrevivência – afirmou Jorge Braga.

Apesar do rebaixamento à Série B, o Botafogo neste ano vai reduzir o rombo nas contas em 53%. Em 2020, o clube teve um resultado negativo de R$ 129 milhões. Para 2021, a previsão é de um rombo de R$ 60 milhões, com R$ 117 milhões em receitas (contra R$ 166 milhões em 2020) e R$ 177 milhões em despesas (R$ 295 milhões no ano passado).

– As empresas quebram não por falta de patrimônio, mas por resultado de caixa – lembrou o CEO alvinegro.

A reportagem destaca o processo de “rebranding” – reposicionamento de uma marca no mercado – do clube e que um processo de reconstrução está em marcha. E encerra assim: “Seu torcedor pode ainda não saber, mas é caso de festejar como título de Libertadores.

Fonte: Redação FogãoNET e IstoÉ Dinheiro

Notícias relacionadas