Sandro elogia Joel Carli e revela que Atlético-MG o consultou sobre Kanu, do Botafogo

19 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Sandro elogia Joel Carli e revela que Atlético-MG o consultou sobre Kanu, do Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Identificado com o Botafogo, Sandro sentiu na pele o peso de um rebaixamento e a alegria de um acesso pelo clube. Por este motivo, pode se colocar na posição de jogadores do atual elenco, como Kanu. O ex-jogador comparou as situações e revelou que chegou a receber consulta do Atlético-MG sobre o zagueiro.

– Muito parecido com o que passou na minha cabeça. Caí com o Botafogo em 2002 e tive a felicidade de subir em 2003. Kanu, mesmo sendo mais jovem, caiu e está dando a volta por cima, mesmo tendo propostas, porque me ligaram para saber dele, o Atlético-MG. O que se passa é alívio, saber que limpou sua ficha e pode dormir em paz. Esse é o sentimento mesmo. É cria da casa, assumiu a responsabilidade e está fazendo grande campeonato – afirmou Sandro, ao “Canal do Wellington Arruda”.

Outra semelhança de Sandro com o atual elenco é com Joel Carli, pela liderança dentro e fora de campo. Ele rasgou elogios ao argentino.

– Carli chegou no momento decisivo para o Botafogo, assumiu a titularidade e a responsabilidade de capitão. É o que tem que ser feito. Passar tranquilidade para os companheiros. Ele está mostrando sua importância nessa Série B, assumindo responsabilidade, ajudando Kanu, tem bola aérea muito boa e bom passe. Tem sido fundamental no Botafogo, é uma liderança positiva. Não adianta ser capitão e ficar xingando os outros – avaliou.

Por fim, Sandro enalteceu o técnico Enderson Moreira e a mudança de mentalidade no Botafogo.

– Acredito muito que na chegada o Enderson deve ter falado com os jogadores que aqui é Botafogo, o que eu sempre falava para o time. Eu não me conformava em perder jogada, com todo respeito que tenho, para jogador do Confiança, CRB, União São João. Eu não me permitia perder jogada se eu estou no Botafogo e ele no Remo. São equipes que não têm a tradição que o Botafogo tem. Enderson mudou a forma de jogar e o comportamento, colocou que tem que ser respeitado e se impor, dentro e fora de casa. Botafogo é time de massa, time grande, time que mais cedeu jogadores à Seleção Brasileira – finalizou.

Veja o vídeo:

Fonte: Redação FogãoNET e canal do Wellington Arruda

Notícias relacionadas