STJD acata pedido de prescrição, e envolvidos na confusão em Internacional x Botafogo são liberados

23 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Lucas Piazon em Internacional x Botafogo | Campeonato Brasileiro 2022
Reprodução/Premiere

A 2ª Comissão Disciplinar do STJD acatou o pedido de prescrição feito pelas defesas de Botafogo e Internacional e sequer colocou em julgamento os envolvidos na partida que terminou em confusão no Beira-Rio, realizada no dia 19 de junho, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. A decisão foi tomada na manhã desta terça-feira (30).

O pedido foi feito pelos advogados André Alves, do Botafogo, e Rogério Pastl, do Internacional. A denúncia oferecida pela Procuradoria do STJD data de 21 de julho, 31 dias após a partida – o Código Brasileiro de Justiça Desportiva prevê a prescrição da denúncia após 30 dias do fato ocorrido para os artigos citados.

Desta forma, todos os denunciados estão liberados para continuar atuando, já que não houve sequer julgamento. Corriam risco de punição o zagueiro Philipe Sampaio e o meia Lucas Piazon, o técnico Luís Castro e o diretor de futebol André Mazzuco, do Botafogo; e os atletas David e Gabriel Mercado, do Internacional.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas