Textor acompanha obras para instalação de grama sintética no Estádio Nilton Santos, do Botafogo, e planeja melhorias

59 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

John Textor, Thairo Arruda e Alexandre Costa no Estádio Nilton Santos, do Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Em seu último dia nesta passagem pelo Rio de Janeiro, John Textor acompanhou de perto as obras do gramado do Estádio Nilton Santos. O Botafogo divulgou imagens do empresário americano com o diretor geral da SAF Thairo Arruda e o diretor de operações Alexandre Costa.

O clube já retirou a grama natural do campo e vai instalar piso sintético, com previsão de finalização para o início da participação do Botafogo na Copa Sul-Americana.

Na live do FogãoNET, Textor disse estar investindo no estádio por confiar no prefeito Eduardo Paes. Mesmo não sendo fã de grama sintética, ele vê uma oportunidade para a Zona Norte, com um calendário internacional de shows. Os eventos também vão gerar receitas para serem revertidas para o futebol alvinegro.

Já para retirar a pista e aproximar a arquibancada, ideias ainda embrionárias, o custo seria alto (entre R$ 250 milhões e R$ 400 milhões). Como o clube não é dono do estádio, embora tenha a concessão, ainda quer mais conversas com o poder público por garantias de utilização e liberdade no local, além de um prazo mais longo para a concessão.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas