Botafogo tem maior público da rodada da Copa do Brasil e põe em Brasília o triplo de torcedores que Fluminense no Maracanã

134 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Botafogo tem maior público da rodada da Copa do Brasil e põe em Brasília o triplo de torcedores que Fluminense no Maracanã
Vitor Silva/Botafogo

A torcida do Botafogo segue dando mostras de sua força em todo o território nacional. Foi do Glorioso o maior público da rodada na Copa do Brasil até agora: 28.110 torcedores na vitória por 3 a 0 sobre o Ceilândia, nesta quarta-feira, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Para efeito de comparação, o Botafogo colocou três vezes mais torcedores que o Fluminense pôs no Maracanã na vitória por 3 a 2 sobre o Vila Nova, pela mesma fase. Foram apenas 9.175 pagantes tricolores, isso com o time embalado pelo título estadual.

Quem mais se aproximou do Botafogo foi o Coritiba, que colocou 22.281 pagantes na vitória sobre o Santos. A Portuguesa-RJ, que apostou na torcida do Corinthians e mudou seu mando para Londrina, viu 17.195 torcedores comparecerem.

Houve três jogos que não tiveram público e renda divulgados, mas foram em estádios menores, de capacidade reduzida.

Banner de produtos com frete grátis na loja do FogãoNET: bolsas de academia e mochila do Botafogo

Veja os públicos dos jogos de ida já realizados na terceira fase da Copa do Brasil:

🏟️ Ceilândia 0 x 3 Botafogo – 28.110 pagantes
🏟️ Coritiba 1 x 0 Santos – 22.281 pagantes
🏟️ Atlético-MG 3 x 0 Brasiliense – 20.062 pagantes
🏟️ Fortaleza 3 x 0 Vitória – 18.100 pagantes
🏟️ Portuguesa-RJ 1 x 1 Corinthians – 17.195 pagantes
🏟️ Bahia 0 x 0 Azuriz – 12.392 pagantes
🏟️ Goiás 1 x 2 Red Bull Bragantino – 11.199 pagantes
🏟️ Fluminense 3 x 2 Vila Nova – 9.175 pagantes
🏟️ Juventude 2 x 2 São Paulo – 6.092 pagantes
🏟️ CSA 0 x 3 América-MG – 5.005 pagantes
🏟️ Tombense 0 x 2 Ceará – não divulgado (capacidade máx. 13.972)
🏟️ Remo 2 x 1 Cruzeiro – não divulgado (capacidade máx. 13.792)
🏟️ Tocantinópolis 2 x 5 Athletico-PR – não divulgado (capacidade máx. 8.000)

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas