Luis Henrique: joia vai de ‘quase demissão’ à maior venda da história do Botafogo

0 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Ex-Botafogo, Luis Henrique é anunciado pelo Olympique de Marselha
Divulgação/Olympique de Marselha

Luis Henrique foi anunciado na manhã desta sexta-feira novo reforço do Olympique de Marselha. O atacante, negociado por cerca de 12 milhões de euros segundo os valores especulados (cerca de R$ 77 milhões), se tornou a maior venda da história do Botafogo. O FogãoNET relembra curiosidades da joia no clube.

Quase demissão

Para começar, um episódio quase interrompeu a passagem de Luis Henrique no Botafogo. Em janeiro de 2019, na Copa São Paulo, ele levou uma caneta de um jogador do Cuiabá e o agrediu com um chute violento, sendo expulso na derrota por 1 a 0.

A pressão foi enorme da torcida nas redes sociais e até internamente pela demissão por justa causa. O Botafogo optou por repreender Luis Henrique na época e o manteve.

“O Botafogo, através da comissão técnica da categoria Sub-20 e da gerência da base, repreendeu de forma severa o atleta e orientou para que tal ocorrido sirva de aprendizado e agregue em sua formação como jogador e, sobretudo, cidadão. O clube considera o jogador bastante jovem, do ano de 2001, recém-chegado ao Sub-20, que disputa a primeira Copa São Paulo e possui um grande potencial de projeção. A diretoria entende que erros durante o processo de formação de jovens atletas irão acontecer e o papel da base é sempre trabalhar para corrigi-los.”

Na mesma Copinha, Luis Henrique fez o gol da classificação para as oitavas-de-final, sobre o América-MG.

Relembre o lance da expulsão em vídeo:

Testes no Bayern de Munique

Em julho de 2018, ainda pelo TAC (Três Passos-RS), Luis Henrique chamou atenção do Bayern de Munique (ALE) e fez dois meses de testes. Foi aprovado, mas não permaneceu por causa da idade. Melhor para o Botafogo, que o recebeu. Juventus (ITA), Napoli (ITA), Everton (ING) e Leicester (ING) sondaram a promessa.

Lançado por Alberto Valentim

O criticado ex-técnico do Botafogo Alberto Valentim foi o responsável por lançar Luis Henrique no profissional. Ele “achou” o atacante, que fez boa estreia contra o Atlético-MG (derrota por 2 a 0) entrando no segundo tempo e teve grande atuação no último jogo do Campeonato Brasileiro de 2019 (empate em 1 a 1 com o Ceará).

TAC e irmão na base

A parceria do Botafogo com o TAC rendeu outros jogadores, como o zagueiro Wesley, do sub-20. A base alvinegra conta ainda com Pedro, irmão de Luis Henrique. Aos 17 anos, o jovem é meia, canhoto e de qualidade.

Maior venda da história do Botafogo

Luis Henrique se torna a maior negociação da história do Botafogo. Apesar de não estarem confirmados, os valores giram em torno de R$ 77 milhões, dos quais o clube leva R$ 30,8 milhões.

Vitinho, em 2013, foi vendido por € 9,5 milhões , mas como a cotação do euro era menor, o valor em reais foi de cerca de R$ 29,9 milhões. O Botafogo teve direito a apenas 30%.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas