Já se passaram três anos da boa campanha do Botafogo na Libertadores, mas é difícil para os botafoguenses esquecerem um lance na decisiva partida contra o Grêmio, pelas quartas de final da competição em 2017.

Rodrigo Pimpão teve a bola do jogo, a chance para fazer 1 a 0 e deixar o Botafogo próximo da classificação para a semifinal. Porém, mesmo com boas opções de passe chegando, o atacante chutou sem força e Marcelo Grohe defendeu. No fim, o Grêmio venceu por 1 a 0, gol de Lucas Barrios, e arrancou para o título.

Em live com René Simões, nesta terça-feira, Pimpão, hoje atacante do CSA, lembrou a jogada.

Botafogo na Libertadores

– O maior dilema foi que não teve tempo de preparação e foram jogos decisivos contra campeões. Teve na pré-Libertadores Colo Colo e Olimpia, e o nosso grupo teve Estudiantes, Atlético Nacional e Barcelona de Guayaquil. Depois o Nacional, aí ficamos contra o Grêmio.

Jogo contra o Grêmio e lance capital

– Foi injusto. Teve um lance no primeiro tempo, que quando você está com a confiança alta, você arrisca. Eu tinha roubado a bola do Kannemann na lateral, fui sozinho para dentro da área, pensei em driblar o zagueiro e fazer o gol. Consegui driblar, acabou que a minha chapada não saiu. Tinha opção de passar para o lado? Tinha. Tinha a opção de cruzar? Tinha. Mas é o lance da escolha. Quando a confiança está alta, você quer tentar fazer. Eu tentei, o gol não saiu. O jogo ficou 0 a 0 e eles decidiram com um gol em uma falta no segundo tempo.

Injustiça

– E outra, no primeiro jogo, teve um pênalti que não foi marcado a favor da gente, lembro bem, em cima do Gilson.

Rodrigo Pimpão foi o artilheiro do Botafogo na Libertadores de 2017 e fez gols decisivos contra Colo-Colo, Olimpia, Estudiantes, Atlético Nacional e Nacional-URU.

Reveja os melhores momentos do jogo e o lance citado por Rodrigo Pimpão a partir de 2:07 :

Fonte: Redação FogãoNET