Pitacos: novo Botafogo mostra cara em campo e em detalhes, como voo fretado, camisa limpa e ter fotógrafo em viagem

116 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Pitacos: novo Botafogo mostra cara em campo e em detalhes, como voo fretado, camisa limpa e ter fotógrafo em viagem
Vitor Silva/Botafogo

* Da vitória por 3 a 1 sobre o Ceará falaremos mais adiante. Antes, citemos pontos que para alguns são detalhes mas que dizem bastante sobre a organização e a cara do novo Botafogo, da SAF de John Textor.

* A começar por ter voo fretado na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, diante do Ceará, em Fortaleza. Parece pouco, mas é um sinal de estrutura e de valorização. Permite organizar melhor a chegada e o retorno, os treinamentos e o descanso dos jogadores. Não é simplesmente luxo, é um diferencial competitivo no corrido futebol brasileiro.

* Outro aspecto a ser valorizado é a preocupação do Botafogo com a imagem. A começar pela camisa, bonita, limpa, sem tantos patrocinadores (que pagavam pouco). Passando por um detalhe pequeno, como o suporte para microfones na entrevista coletiva de Luís Oyama sexta-feira no CT Lonier (foto abaixo), chegando a ter o ótimo fotógrafo Vitor Silva na viagem (o que não foi tão comum no ano passado, por exemplo), além da Botafogo TV para registros em vídeos (imagina como vai estar o dos bastidores desse jogo).

* É uma valorização da própria imagem, saber o que passar e o que mostrar. Houve carinho também com os torcedores na chegada a Fortaleza, com os jogadores sendo solícitos e entregando brindes. Aliás, a torcida deu um show na Arena Castelão. Foram diversos botafoguenses no estádio, de diferentes cidades do Brasil, jogando junto e comemorando a merecida vitória.

* Comunicação e marketing do Botafogo merecem os elogios também pelos anúncios dos reforços desde o início da era Textor, com criatividade e ousadia. Tem sido um golaço atrás do outro.

* Aqui um adendo para a ótima cobertura de dois botafoguenses. Um deles é Pedro Dep, que mostrou no Twitter e nos stories do Instagram do Setor Visitante, os bastidores da viagem a Fortaleza, como ida a Canoa Quebrada e ao tradicional Mercado do Peixe, além da experiência no estádio, desde a difícil entrada (por só haver uma catraca) até a saída bem depois da partida, fora a comemoração. O outro é Thiago Franklin, que fez ótima live no “Canal do TF” após o jogo e entrevistou vários jogadores. Conteúdos que aproximam o torcedor do clube.

* Sobre o jogo, que grande vitória do Botafogo! Não era de se esperar melhora tão rápida em uma semana, até porque ainda é pouco tempo de trabalho para Luís Castro, havia diversos desfalques e os jogadores ainda estão procurando a melhor forma, ritmo e entrosamento. Ainda assim, o time foi coeso e perigosíssimo nas escapadas em velocidade.

* É claro que ainda há muito a melhorar, sobretudo na organização defensiva. O time, por vezes, está espaçado demais, além de sofrer bastante na bola aérea. Mas já mostrou evolução. Diego Loureiro foi seguro, Daniel Borges teve boa atuação improvisado na lateral esquerda, provando que não pode sair da equipe, Saravia cresceu, Luís Oyama jogou bem, Patrick de Paula teve lampejos (mas pode render mais). Mas o destaque ficou para o ataque, com os excelentes Victor Sá e Erison.

* Victor Sá chegou como um jogador pronto. Ponta veloz, habilidoso, que dribla, tem consciência, escolhe as melhores jogadas, vai se mostrando um grande reforço. Assim como Erison, impressionante com sua força, velocidade e faro de gol. Acabou com o Ceará.

* Menção honrosa também para os jovens volantes Romildo e Kayque, que vão crescendo com as oportunidades, mostrando mais personalidade e confiança. O primeiro foi fundamental na vitória, encorpando mais o meio-de-campo e chegando à área para sofrer o pênalti do terceiro gol.

* Chay, Diego Gonçalves e Kanu não foram tão bem, mas o momento é dar crédito ao novo Botafogo e a jogadores que foram importantes no ano passado. E podem ser novamente. À medida que o elenco vai ganhando corpo e o time vai se acostumando ao estilo de Luís Castro, a tendência é a subida de nível de todos.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas