Pitacos: Victor Sá é um grande achado do Botafogo; time de Luís Castro promete e anima torcida 

107 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Pitacos: Victor Sá é um grande achado do Botafogo; time de Luís Castro promete e anima torcida 
Vitor Silva/Botafogo

* Victor é o melhor reforço do Botafogo. Rápido, inteligente, habilidoso, consciente, sabe jogar com a bola no pé, se deslocar para aproveitar espaços e ainda ajuda na parte tática na marcação. Em apenas três jogos, deixou ótima impressão, com dribles, gol e assistência.  Um ótimo achado.

* Contra o Ceilândia, na vitória por 3 a 0, Victor Sá precisou de poucos minutos para dar uma assistência e quase fazer um golaço. O único porém é que levou uma entrada forte no tornozelo, mas ao menos continuou no jogo. É torcer para não ser problema.

* Do outro lado, Gustavo Sauer fez boa estreia. Mesmo ainda sem entrosamento e tendo de se readaptar ao futebol brasileiro, mostrou que tem muita qualidade na perna esquerda e se entrega ao jogo. Correu, armou, driblou, finalizou, deu bons passes. Outra peça que será importante, mais um ponto para o scout alvinegro.

* Luís Castro rapidamente começa a implantar seu estilo de jogo e a mostrar um poder de convencimento fundamental aos jogadores. Colocou Daniel Borges na lateral esquerda e Romildo (ou Del Piage) na posição de 10. E funcionou.

Banner da loja do FogãoNET

* É possível falar que o adversário era muito frágil e limitado. E de fato era. Mas o Botafogo fez o que se esperava, se impôs, pressionou e não deu chances. Em outros tempos, possivelmente se enrolaria em um jogo desses. Agora, venceu, convenceu, encaminhou a classificação e poderia ter feito mais.

* O mais animador é perceber a margem de crescimento que a equipe ainda tem. Jogadores como Saravia, Patrick de Paula, Tchê Tchê, Lucas Fernandes, Lucas Piazon e o próprio Gustavo Sauer ainda podem entregar mais. Assim como Matheus Nascimento. Ainda tem Victor Cuesta, Hämäläinen e Joffre para estrear. E Gatito Fernández e Joel Carli para retornar em breve, sem contar Rafael, mais para a frente.

* Também vale esperar crescimento e melhor entendimento do novo estilo de jogo de Chay e Diego Gonçalves, que foram peças fundamentais em 2021. Merecem crédito e ainda podem acrescentar bastante ao time, mesmo que neste momento não estejam desempenhando tão bem. Ambos têm virtudes a serem exploradas.

* Com uma base e um time encorpado, a perspectiva fica ainda melhor se pensar nos reforços que podem vir na segunda janela de transferências, em julho. Com John Textor disposto a investir, jogadores podendo chegar da Europa e tempo para o scout monitorar possíveis contratações. Está ficando bonito de ver o Botafogo!

* A torcida está empolgada – com razão – e chegando junto. Compareceu em grande número contra Corinthians e Ceilândia, vai lotar diante do Juventude, fez o número de sócios passar de 27 mil, voltou a sorrir. O torcedor, que nunca abandonou, precisava de apenas um motivo para voltar a acreditar. Com o Botafogo de John Textor tem vários.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas