Junto com Kieza, Brenner é o artilheiro do Botafogo na temporada, com oito gols. Porém, meio que do nada, ele perdeu espaço. Desde os tempos de Alberto Valentim. Dos últimos dez jogos do clube na temporada, Brenner não foi titular em nenhum e jogou, ao todo, apenas 49 minutos. Isso coincide também com a chegada de Aguirre

Agora, vale tentarmos entender e buscar saber o porquê do Brenner ter sido escanteado. Não trata-se de um exímio jogador. É claro que tem limitações – e muitas. Está longe de ser um craque – basta lembrar o gol perdido contra o Nacional-PAR no Paraguai. Mas é o atacante com mais estilo de centroavante que temos no elenco.

Vamos olhar os números do Footstats: Brenner tem oito gols em 27 jogos, sendo 21 como titular. Finalizou 33 vezes, sendo 21 certas e 12 erradas (64% de aproveitamento), e contribuiu também com duas assistências. Seus concorrentes diretos têm aproveitamento inferior: Kieza tem 18 finalizações certas e 17 erradas (51% de eficiência), e Aguirre nem gol fez, em 14 finalizações.

Contra o Paraná Clube no último domingo, o Botafogo perdeu um caminhão de gols. Nem sempre com atacantes, é verdade. Mas será que Brenner não seria útil? Nem é pela titularidade absoluta. É por ele ser mais usado. Não temos uma equipe maravilhosa, e ter um centroavante mais pesado, para segurar uma bola, trombar, é importante.

A discussão sobre Aguirre pode ficar para um outro post, porque ficou claro que ele não é aquele centroavante-centroavante – gosta de jogar pelos lados e mostrou qualidade em certos lances, apesar de estar devendo ainda. Mas, sobre Brenner, o que vocês acham? Deixem sua opinião aqui nos comentários.

Saudações alvinegras!