Este blog já pediu paciência aos torcedores em outras oportunidades. Tempo. Calma até as coisas se assentarem. Mas não dá. Estamos no começo de fevereiro apenas, e a paciência já passou dos limites. A derrota de virada para a pequenina Aparecidense, que eliminou o Botafogo logo na primeira fase da Copa do Brasil, tem que gerar mudanças drásticas!

Não dá para aceitar um clube como o Botafogo entrar em campo para enfrentar uma equipe como a Aparecidense – com todo respeito – com três zagueiros, e sem qualquer notícia de que Felipe Tigrão tenha treinado assim. É muito apequenamento. Botafogo entrar em campo para se defender contra a Aparecidense? Só isso já é motivo para demissão.

E olha que o Botafogo até tem peças ofensivas que poderiam ser usadas, como Renatinho – que só entrou no finalzinho – Leo Valencia e Ezequiel, que foram meros espectadores no banco de reservas. Luiz Fernando fez partida pavorosa. O que é Gilson? Não dá para aceitar um cara desse vestindo a camisa que um dia foi de Nilton Santos.

A diretoria, cada dia mais amadora, precisa tomar mudanças drásticas, não só com a demissão de Felipe Conceição. Tem que rever alguns jogadores e reforçar posições que hoje estão muito carentes. O Botafogo não tem uma cara, não tem time, não tem nada. Não tem perspectiva. O que se desenha é um ano de muito sofrimento. A torcida exige mudanças!

Saudações alvinegras!