Botafogo tem projeto para Erison e mostrará que clube pode ser porta de entrada para Europa

41 comentários

Blog do Gentile

Blog do Gentile

Compartilhe

Botafogo tem projeto para Erison e mostrará que clube pode ser porta de entrada para Europa
Vitor Silva/Botafogo

O comentarista da TV Globo Caio Ribeiro revelou na última terça-feira que Erison despertou interesse de times da MLS (Major League Soccer) dos Estados Unidos, e que uma proposta deverá chegar à mesa do Botafogo logo mais. O Alvinegro, claro, nem pensa na possibilidade de perder seu artilheiro da temporada nesse momento e já tem um projeto para manter o camisa 89.

Antes de mais nada vale lembrar que o Botafogo já mantinha contatos com os empresários de Erison para ampliar os termos do contrato. Inclusive, no início da semana, o Alvinegro exerceu cláusula do documento e comprou mais 30% dos direitos econômicos do atleta por € 600 mil (R$ 3,1 milhões), passando a totalizar 40%.

Além disso, o Botafogo também conseguiu aumentar o valor da multa rescisória para clubes do exterior, de € 2 milhões (R$ 10,25 milhões) para € 5 milhões (R$ 25,6 milhões). Para clubes brasileiros, a multa é de R$ 20 milhões.

Projeto para Erison

O Botafogo acredita que o melhor para Erison é ficar no Botafogo por mais tempo. O clube lembrou a situação de Brenner, do São Paulo, que foi vendido ao FC Cincinnati logo após sua primeira temporada pelo Tricolor. Nos Estados Unidos teve um bom ano, mas logo depois não teve mais oportunidades e negocia sua volta ao futebol brasileiro com o Internacional.

A diretoria entende que o crescimento de Erison tem tudo para ser regular, fazendo com que seu nome seja especulado na Europa, por exemplo. Mais que isso, o Botafogo quer mostrar para o jogador que o Alvinegro é uma porta de entrada para o Velho Continente. Investidor da SAF, John Textor é também um dos sócios do Crystal Palace, o que facilita bastante uma negociação.

O projeto que será oferecido passa também por aí. Mostrar a Erison que com calma e confiança no trabalho ele poderá em alguns anos estar jogando na Europa. Isso sem contar, claro, na justa valorização que ele receberá se permanecer no Botafogo.

Notícias relacionadas