O Botafogo precisa avançar muito em 2019. O ano é de grande importância se for levado em consideração que a situação financeira e administrativa tornam o momento delicado, com problemas para pagar dívidas e salários. Em recente entrevista à Rádio Brasil Carlos Augusto Montenegro confirmou estudos para viabilizar uma gestão mais profissional do clube. Esta contaria com a ajuda de grandes botafoguenses, como os irmãos Moreira Salles, e é realmente o caminho.

A dívida do clube é impagável se formos analisar o modelo administrativo que vem se arrastando nos últimos anos. Mesmo quando começou a pagar mais dívida do que gastar, o Alvinegro permaneceu pagando tostão e devendo milhão.

Com um gestão mais profissional, separando o departamento de futebol, o clube poderá equilibrar as suas finanças. A formação de um time mais competitivo passa obrigatoriamente por isso. Ninguém vai investir em um clube, por maiore que o Botafogo seja, para pagar dívidas apenas. Vai querer ver uma equipe em condições de brigar por canecos e com força para levar torcedores aos estádios. Torcedores estes que costumam abraçar as marcas que investem em seus times.

Avançar não é dar calote

Que fique bem claro que não estou defendendo um calote, ou simplesmente separar o futebol e deixar o resto todo com a dívida e sem receita. Mas é preciso ter uma receita grande, e isso só é possível no futebol, para arcar com a dívida construída ao longo dos últimos anos e que torna atualmente a operação Botafogo inviável.

Todo este cenário, com penhoras que surgem do nada, dificuldades para montar elencos, falta de força no mercado, deixa evidente que 2019 tem que ser o ano dos avanços administrativos do Botafogo. Pois, do contrário, 2020, 2021, 2022 e todo o futuro estarão comprometidos. Feliz 2019 botafoguenses. Que seja o ano do começo da reconstrução alvinegra.

LEIA TAMBÉM:

Mercado da bola me faz lembrar tempos de Emil no Botafogo
Botafogo não pode ceder Caio Alexandre de graça
Moreira Salles no Botafogo: clube já viveu épocas douradas
O Botafogo e o que representou Jefferson
Botafogo prova que salário atrasado é o pior inimigo
Botafogo e o balanço do elenco de 2018
Categorias de base: o Botafogo tem o que aproveitar
Irmãos Moreira Salles em General: Esse é o Botafogo que eu conheço
Botafogo precisa de um nome de peso para o ataque
Novo modelo de gestão é para ontem