A vitória do Botafogo sobre o Campinense na Copa do Brasil pode ser considerada da tranquilidade. O começo de ano foi nada agradável com a precoce eliminação na Taça Guanabara e o jejum de triunfos. Logicamente que ninguém aqui está falando que o Glorioso tem um timaço ou que está pronto para encarar todos os desafios que estão por vir. Mas, pelo menos, já dá para ver os atletas com uma postura bem definida em campo, sabendo o que precisam fazer.

Alex Santana foi o melhor em campo, sendo premiado com um gol. É um jogador moderno, que pode ser utilizado como volante ou meia. Tem capacidade de marcação e sabe o que fazer quando retoma a posse de bola. Tendo Jean mais preso à marcação, transmite segurança ao setor.

Por falar em segurança é impressionante a diferença da defesa alvinegra quando Joel Carli está em campo. O Xerife argentino organiza bem o setor e tem um sendo de localização e antecipação importantes, que fazem dele um dos melhores zagueiros em atividade no futebol brasileiro. Gabriel vai crescer muito com ele, assim como aconteceu com Igor Rabello. Jonathan é cada vez mais dono da lateral esquerda. Já Marcinho definitivamente não atravessa um grande momento.

Esquema de Zé Ricardo funcionou

Para a proposta de jogo de Zé Ricardo o esquema com velocidade se mostrou eficiente. Luiz Fernando, Erik e Rodrigo Pimpão tornam o time mais leve. Kieza também poderia ajudar neste sentido se não estivesse tão mal. Ele deixa cada vez mais claro a necessidade de uma referência no comando do ataque. Quando João Paulo voltar como titular, já que entrou bem no segundo tempo, provavelmente Kieza sairá do time e Erik jogará mais centralizado.

A vitória sobre o Campinense traz tranquilidade para a sequência do trabalho. Mas é importante seguir no ritmo do crescimento, pois semana que vem já há uma batalha na Argentina.

LEIA TAMBÉM:

O problema de Rafael Moura no Botafogo não é o passado
Mercado da bola me faz lembrar tempos de Emil no Botafogo
Moreira Salles no Botafogo: clube já viveu épocas douradas
Irmãos Moreira Salles em General: Esse é o Botafogo que eu conheço
Botafogo precisa de um nome de peso para o ataque
Novo modelo de gestão é para ontem
Botafogo precisa avançar muito em 2019: ano crucial
Botafogo e algumas negociações que não dão para entender
Camilo no Botafogo é uma boa para os dois lados
Botafogo deixa erros na formação do elenco evidentes