Há alguns dias escrevi que tinha dúvidas sobre qual Diego Souza o Botafogo estaria contratando. Como prefiro ser um otimista de plantão, vamos trabalhar com a possibilidade que seja o jogador dos tempos de Sport, que esteve cotado para defender a Seleção Brasileira na Copa do Mundo da Rússia. Este Diego Souza pode mudar o patamar do Botafogo nesta temporada. Logicamente mantendo o foco no Campeonato Brasileiro, na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana.

Desgastado no São Paulo, Diego Souza, se realmente quiser recomeçar no Botafogo, pode ter uma boa temporada. Aos poucos o plantel vem conseguindo peças importantes e tendo reposições. Cícero se mostra com vontade e ao seu lado tem João Paulo e Luiz Fernando. Erik atravessa um grande momento. Marcelo Benevenuto se mostrou uma boa opção na ausência de Joel Carli. Inclusive, mais na frente, podendo brigar por um espaço na lateral direita.

A diretoria não pode se contentar com Diego Souza

Se chegar a este grupo disposto a fazer a diferença, Diego Souza pode melhorar o desempenho dos seus próprios companheiros. Alguns deles, já dão sinais de motivação com a chegada do reforço.

Diego Souza, se realmente estiver interessado, poderá dialogar bem com Alex Santana, João Paulo, Cícero, Luiz Fernando, Erik e outros, que todos nós esperamos, possam chegar para acrescentar valor ao plantel. Até por que a diretoria não pode se contentar com ele, pois não o vejo como centroavante de referência. É preciso ainda um 9. Mas, enquanto esta peça não chega, que Diego Souza possa mudar o patamar do Botafogo em 2019.

LEIA TAMBÉM:

Botafogo mostra poder de decisão contra o Cuiabá
Qual Diego Souza o Botafogo vai contratar?
Botafogo dá demonstração de força na Argentina
Botafogo tem vitória da tranquilidade
O problema de Rafael Moura no Botafogo não é o passado
Mercado da bola me faz lembrar tempos de Emil no Botafogo
Moreira Salles no Botafogo: clube já viveu épocas douradas
Irmãos Moreira Salles em General: Esse é o Botafogo que eu conheço
Botafogo precisa de um nome de peso para o ataque
Novo modelo de gestão é para ontem
Botafogo deixa erros na formação do elenco evidentes