Botafogo vê vaga de Espinosa já ocupada e projeta Paulo Autuori como gerente ou diretor na S/A: ‘É cascudo’

0 comentários

Boletim do C.E.

Boletim do C.E.

Compartilhe

Paulo Autuori, técnico do Botafogo
Vítor Silva/Botafogo

Desde a morte de Valdir Espinosa, o Botafogo respeitou, inicialmente, o luto pela perda do ídolo e, depois, não tocou mais no assunto quanto à contratação de um novo gerente técnico. Isso aconteceu porque o treinador Paulo Autuori ocupou naturalmente o espaço do amigo, campeão carioca com o Fogão em 1989.

Bolsas, mochilas e carteiras para torcedores do Botafogo na loja do FogãoNET/Estilo Piti

Quem confirmou que Autuori já atua na gerência técnica foi Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo, em entrevista para o Boletim do C.E.

– Com o falecimento do Espinosa, que era uma pessoa maravilhosa, o Autuori hoje é um técnico e gerente. Ele tem interlocução, conhecimento e já está exercendo como gerente. Acho isso isso maravilhoso, é sensacional – elogiou o dirigente.

Paulo Autuori pode ser dirigente na Botafogo S/A

Mufarrej também projetou o atual técnico se consolidando como gerente técnico ou até mesmo diretor com o início da Botafogo S/A, projeto do clube-empresa que profissionaliza o futebol.

– Autuori tem amizades, é uma enciclopédia de conhecimento e gerenciamento. Com o Botafogo se tornando empresa, fatalmente ele será gerente técnico ou diretor. Aí, caminharemos para encontrar um treinador. Ele viajou o munto inteiro, carrega uma bagagem muito grande e vem sempre se aprimorando. É cascudo – disse o presidente à coluna do FogãoNET.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas