Afastado dos gramados por conta da depressão, o atacante Thiago Ribeiro busca um novo clube para recomeçar a carreira. Recuperado após ser diagnosticado com a doença no fim de 2014, o jogador, hoje com 32 anos, esteve na mira da diretoria do Botafogo na última década.

Campeão com as camisas do Atlético-MG, Cruzeiro, São Paulo e Santos, Thiago encontra dificuldades para o retorno aos gramados. Em entrevista ao Globoesporte.com publicada nesta terça-feira, ele diz que a dúvida sobre seu estado de saúde levanta desconfiança dos clubes brasileiros.

– Devido a esses problemas que passei, as pessoas dos clubes ficam com um pé atrás de como será que está o jogador, se vale a pena apostar nele, se dá pra confiar. Enfim, se cria aquele ponto de interrogação, mas me sinto totalmente recuperado. Eu sinto falta dos treinos, dos jogos, daquela rotina que a gente está acostumado há muitos anos fazer. Fico com falta até da concentração, que às vezes é uma coisa que jogador não gosta por ficar preso em hotel, mas sinto falta de tudo.

Thiago Ribeiro tinha 22 anos na temporada 2008 e jogava no futebol do Qatar quando despertou o interesse do Fogão, comandado na época pelo técnico Ney Franco. Uma conversa inicial chegou a ser feita com dirigentes de General Severiano, mas o atleta acabou negociado no mesmo semestre com o Cruzeiro, onde foi artilheiro da Libertadores de 2009.

O Botafogo ainda procura nomes para o setor ofensivo. A experiência de Thiago valeria a aposta?

Saudações alvinegras!