Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

04/04/21 às 17:00 - Giulite Coutinho

Escudo Botafogo
BOT

1

X

1

Escudo Portuguesa
POR

Casagrande revela que gostaria de ter jogado no Botafogo e dá recado ao time: ‘História tem que ser respeitada’

comentários

Boletim do C.E.

Boletim do C.E.

Compartilhe

Walter Casagrande enaltece história do Botafogo e diz que gostaria de ter jogado no clube
Reprodução/SporTV

Ídolo do Corinthians e comentarista da Globo, Walter Casagrande enalteceu a rica história do Botafogo ao comentar brevemente sobre os recentes atrasos de jogadores e a atuação de destaque da garotada alvinegra no empate contra o Palmeiras, na tarde desta terça-feira (2/2), no Allianz Parque, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Casão revelou que gostaria de ter vestido a camisa do Botafogo na carreira e defendeu o uso de jovens jogadores na reta final da competição, já pensando na próxima temporada, muito provavelmente na Série B. Para o ex-jogador, falta entrega aos atletas do atual elenco do Glorioso.

– Os jogadores do Botafogo, de qualquer time, quando põem a camisa e entram em campo, têm que se dedicar. Tem uma história que tem que ser respeitada. E a do Botafogo é muito rica. Se eu jogasse no Botafogo, como gostaria de ter jogado, eu ia me matar em campo porque tenho vários ídolos que jogaram no Botafogo. Gerson, Paulo Cezar Caju, Roberto Miranda, Jairzinho, Zagallo, Manga, cara… Tem que se entregar! – exclamou, no programa Troca de Passes, do SporTV.

Ainda sobrou elogio para o centroavante Rafael Navarro, autor do gol do Botafogo na partida. Foi a primeira oportunidade do atacante no time titular.

Tenho que destacar o gol do Navarro, um chute de fora da área, que os jogadores do futebol brasileiro quase não usam. Os times brasileiros estão pegando o hábito de sempre fazer o gol dentro da área, tabelinha e ninguém chuta de longe. O Navarro pensou em chutar, chutou bem e bola entrou. E tem que usar a garotada. O Matheus Nascimento roubou a bola, tocou para o Navarro e ele não teve dúvida. Chutou onde ele queria, bateu girando, com a parte de dentro do pé. O Barroca tem que apostar nisso, o Botafogo tem que entender isso – opinou.

Além do Corinthians e da Seleção Brasileira, Casagrande atuou por Caldense, São Paulo, Porto, Ascoli, Torino, Flamengo, Paulista e São Francisco.

Fonte: Redação FogãoNET

Comentários