Carlos Eduardo Sangenetto
06/10/2017
Rio de Janeiro (RJ)

O Estádio Nilton Santos será o centro das atenções. Essa é uma das promessas de campanha da chapa alternativa à presidência do Botafogo, liderada por Marcelo Guimarães e Mauro Sodré, lançada na noite desta quinta-feira, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Um hostel alvinegro é uma das ideias que mais chamaram atenção, já que envolve, ao mesmo tempo, dois patrimônios do clube: torcida e sua maior sede.

O hostel não funcionaria todos os dias e ficaria disponível para torcedores que viajassem ao Rio de Janeiro próximo às datas de jogos importantes do Fogão. Em caso de sucesso nesta fase inicial do projeto, acomodações e serviços de um hotel seriam montadas e elaboradas em padrão executivo nos camarotes do estádio. Já pensou em passar uma noite no Niltão?

– É preciso que a gente implante com baixíssimos custos, com parceiros da iniciativa privada. Investimento zero feito pelo Botafogo. Seria uma instalação simples, que não funcionaria todo tempo. Funcionaria em semanas promocionais e próximos a grandes jogos. Mas eu tenho um sonho ainda maior: instalar acomodações de um hotel. Os camarotes do Setor Leste, que andaram abandonados nesta atual administração, seriam os quartos, isso já existe no mundo. Isso é um sonho, não tem nem projeto, é desejo – explicou o candidato.

Hostel do Botafogo no Estádio Nilton SantosHostel Nilton Santos é uma das propostas de Guimarães e Sodré (Foto: Reprodução)

Nilton Santos como atração turística do Rio de Janeiro

Marcelo Guimarães vê todo o entorno do Estádio Nilton Santos com grande potencial para exploração. Após a disputa dos Jogos Olímpicos, em 2016, e com a falta de protagonismo esportivo do Maracanã, a casa alvinegra precisaria estar mais ativa e ajudaria a levantar financeiramente o futebol do clube.

– Nosso estádio é muito pouco explorado, não ocupa o espaço que deveria ocupar. Temos que torná-lo um ponto turístico da cidade, como é toda arena olímpica ao redor do mundo. O grupo que está no poder conseguiu produzir nenhum efeito pós-olímpico. É preciso que se tenha criatividade e profissionalismo para gerar receita. Vamos falar com todos os políticos que estão no poder, procurar os botafoguenses que estão com seus mandatos, acho que isso é um tipo de trabalho natural que se faça. Mas sem nenhum apoio político.

Estádio Nilton Santos em Botafogo x SantosSegundo candidatos, Estádio Nilton Santos é pouco aproveitado. Possibilidade do torcedor passar uma noite como hóspede da casa alvinegra está aberta para o futuro (Foto: Vitor Silva/SSPress/BFR)

Jovem geração do marketing do clube é elogiada, mas departamento precisaria ter um líder profissional

Ex-diretor de marketing do Botafogo, Guimarães falou algumas vezes, como não poderia deixar de ser diferente, sobre o departamento liderado atualmente por Marcio Padilha em General Severiano. Até porque, este setor teria relação direta com as ações citadas acima na área do estádio. Ele fez elogios aos profissionais que lá se encontram, mas destacou que a liderança precisa ser feita por um especialista.

– Nós temos jovens profissionais na área de marketing de grande valor. Mas a liderança é exercida de forma muito pouco profissional. O responsável do marketing parece até que é um bom profissional da área de produção de áudio, mas não é um homem de marketing. O que essa equipe de jovens consegue produzir é o que a gente tem visto aí, obtendo resultados, entre eles nas redes sociais. Mas é preciso que esses jovens sejam libertos desse momento em que eles vivem, submetidos a um voluntário sem experiência no setor. É isso que vamos trazer. Vamos realizar ações que o clube necessita – afirmou.

Marcelo Guimarães lança chapa para eleição no BotafogoGuimarães atende imprensa após lançamento da chapa alternativa (Foto: Carlos Eduardo Sangenetto/FOGÃONET)