Clube inglês relembra golaço de falta na Copa do Mundo ao celebrar aniversário de Garrincha: ‘Brilhou com a camisa do Botafogo’

19 comentários

Carlos Eduardo Sangenetto

Carlos Eduardo Sangenetto

Compartilhe

Golaço de falta de Garrincha em Brasil 2 x 0 Bulgária | Copa do Mundo de 1966
Reprodução/Twitter (@Everton_PT)

O perfil oficial em português do Everton, da Inglaterra, celebrou o aniversário de Garrincha, que se estivesse vivo completaria 88 anos de idade nesta quinta-feira (28/10). Na saudação especial, o clube inglês recordou um golaço de falta marcado pelo ídolo do Botafogo na Copa do Mundo de 1966, disputada na Grã-Bretanha.

O memorável gol de Garrincha foi marcado Goodison Park, estádio do Everton até hoje, no dia 12 de julho, quando a Seleção Brasileira bateu a Bulgária por 2 a 0 pela estreia na fase de grupos da competição.

Um dos maiores craques da história do futebol brasileiro, Garrincha brilhou com a camisa do Botafogo e também com a Seleção Brasileira no Goodison Park! Autor desse GOLAÇO de falta na Copa do Mundo de 1966, ele completaria 88 anos hoje. Feliz aniversário, Anjo Torto! 🙌”, publicou o Everton.

Foi a estreia do Brasil no Mundial. Pelé abriu o placar aos 15 minutos do primeiro tempo, e Mané, vestindo a camisa 16, deu números finais para vitória canarinha na segunda etapa, cobrando uma falta na entrada da área com a parte externa do pé. Cerca de 47 mil torcedores assistiram à partida em Liverpool e testemunharam a última exibição do Anjo das Pernas Tortas e do Rei do Futebol juntos com a Amarelinha.

Brasil e Bulgária foram eliminados juntos na primeira fase da Copa para Portugal e Hungria, líder e vice-líder do Grupo C, respectivamente. No dia 30 de julho, a Inglaterra conquistou seu único título até hoje em Wembley, Londres, ao derrotar a Alemanha na prorrogação (4-2). Os portugueses, liderados pelo artilheiro Eusébio (9 gols), ficaram com a terceira colocação no torneio.

Confira a publicação do Everton no Twitter abaixo:

Veja o golaço de falta marcado por Garrincha na Copa do Mundo de 1966:

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas