Quatro jogos, três derrotas. Essa é a campanha do Botafogo, comandado pelo técnico Marcos Paquetá, depois da pausa do Campeonato Brasileiro para a Copa do Mundo. A incômoda situação deixa os torcedores alvinegros alarmados e já vira assunto nos programas esportivos. Na noite deste domingo, após a derrota por 3 a 0 para o Internacional, o comentarista Roger sugeriu que o Glorioso, numa solução paliativa, jogasse como uma “equipe pequena”.

– O Botafogo é preocupante. Não consegue enxergar nas peças, individualmente, possibilidade de crescer o time tecnicamente. Então, de alguma forma, o Paquetá vai ter que encontrar uma solução tática para montar um time forte defensivamente para jogar contra outras equipes como se fosse uma equipe pequena, coisa que o Botafogo não é. Essa é uma solução de momento, jogar por uma bola. Enxergando o Botafogo hoje, preocupa – analisou o ex-jogador no “Troca de Passes”.

O narrador Luiz Carlos Júnior aproveitou o comentário para acrescentar que o “Botafogo era um time reativo, dava a bola para o adversário e tentava uns lances e contra-ataques”, quando era comandado pelo técnico Jair Ventura, na temporada 2017.

Você concorda com a solução dada por Roger? Não acho má ideia, por enquanto, já que o Glorioso vez mais se aproxima da zona de rebaixamento e tem uma das piores defesas da competição (21 gols sofridos em 16 rodadas).

Deixe sua opinião.

Saudações alvinegras!