Essa história vem de longe, de Alajuela, terceira maior cidade da Costa Rica. Um menino de 12 anos, chamado José Mario Mora Gamboa, chamou atenção da família e de pessoas próximas pelo seu interesse por futebol e seu vasto conhecimento adquirido. A paixão e desenvoltura para falar sobre o esporte fizeram com que o garoto passasse a fazer parte do programa Opinión da Rádio Actual (107.1 FM), emissora local. E o que o Botafogo tem a ver com isso? O Fogão é um dos seus clubes preferidos no nosso continente.

– As pessoas se surpreendem comigo. Me perguntam como sei tanto, como vejo tanto futebol. Eu vejo dez a quinze jogos por semana, do mundo todo. Na América, por exemplo, gosto muito do Campeonato Brasileiro. No Brasil, as equipes são referências técnicas. Têm torcida, craques, lendas… Gosto de Botafogo e Santos – contou à reportagem do jornal La Teja.

Um dos principais jogadores da seleção costarriquenha, o meia Bryan Ruiz, jogador do Santos desde julho, foi lembrado pelo pequeno José Mario. Na opinião do comentarista prodígio, o astro de Los Ticos deveria deixar o time da Vila Belmiro para ter espaço em outra equipe, como o Glorioso, e justificou.

– Bryan chegou a um grande clube, mas não na hora certa. A equipe tem suas referências como Rodrygo, Gabigol, Sánchez e Dodo. Eu quero ele no Brasileirão, mas no Botafogo, Atlético-MG ou no Internacional – sugeriu.

Não há fronteiras para seguir o Fogão.

Saudações alvinegras!

Bryan Ruiz, da Costa Rica, joga atualmente no Santos

Bryan Ruiz, camisa 10 da seleção da Costa Rica, joga atualmente no Santos (Foto: Reprodução/Instagram)