Carlos Eduardo Sangenetto
17/10/2017
Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo pode se orgulhar, sem dúvida, do sucesso do seu programa de sócio-torcedor, que hoje se aproxima dos 37 mil alvinegros. Motivados pela campanha animadora na Libertadores, eles se cadastraram e empurraram a equipe até as quartas de final da competição. No entanto, um sinal de alerta foi ligado em General Severiano: uma possível debandada de associados no fim desta temporada.

Segundo fontes ligadas à diretoria do clube, um balanço interno realizado no Sou Botafogo constatou que aproximadamente 20% dos sócios-torcedores estão inadimplentes, ou seja, não estão em dia com seus pagamentos (mais de 30 dias de atraso). O número expressivo, que gira em torno de 7 mil botafoguenses atualmente, chegou a ser maior ainda: 1/3 do total. Os dados preocuparam e fizeram funcionários agirem para atrair novamente os contribuintes.

Sócios e torcedores do Botafogo em General SeverianoSócios e torcedores do Botafogo lotaram ginásio de General Severiano para acompanhar jogos da Libertadores
(Foto: Instagram/Sou Botafogo)

E uma das alternativas para o retorno da receita destes sócios é a ajuda de uma das patrocinadoras do clube. O grupo de call center de recuperação de crédito Cercred começou contato com os inadimplentes para fazer com eles voltem a ser ativos no programa. A mensagem tem o objetivo de sensibilizar o torcedor e vai na linha “seu time precisa de você para 2018”.

Nota da redação

Procurado pelo Boletim do C.E para comentar a situação, o vice-presidente de comunicação Marcio Padilha disse que estava a caminho de Florianópolis, onde o Botafogo enfrenta o Avaí na quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro, e conversaria com o blog do FogãoNET apenas na quinta.

Seja sócio do BotafogoBotafogo luta para deixar os sócios-torcedores com pagamento em dia (Foto: Instagram/Sou Botafogo)