Os irmãos botafoguenses Walter e João Moreira Salles explicaram nesta terça-feira ao Boletim do C.E qual é a ligação que possuem atualmente com o Botafogo. Cercada de expectativa por parte de torcedores e sócios alvinegros, a proximidade dos cineastas e empresários com General Severiano tem um objetivo: ajudar o clube a ter uma gestão profissional futuramente. Mas essa colaboração não faria com que nenhum deles assumisse algum cargo na direção.

A assessoria de comunicação dos irmãos Moreira Salles procurou o FOGÃONET para esclarecer, por meio de uma nota oficial, que não é intenção de nenhuma das partes que a dupla participe do cotidiano administrativo do Botafogo (leia abaixo). A elucidação acontece após a afirmação de José Colagrossi, diretor-executivo do Ibope Repucom, de que a parceria poderia “assumir o esporte” do Alvinegro – a declaração foi publicada nesta coluna na última quinta-feira.

Em 2017, os irmãos Moreira Salles viabilizaram para o Botafogo a aquisição do Espaço Lonier, onde será construído o novo centro de treinamento do Fogão. O espaço fica localizado na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Leia abaixo a nota oficial dos irmãos Moreira Salles:

“Não existem conversas em curso entre o Botafogo e os irmãos Walter e João Moreira Salles para que estes assumam algum cargo no clube. Não é pretensão, nem do clube, nem dos irmãos que eles participem do dia dia do Botafogo. No momento, eles apenas analisam a possibilidade de financiar um estudo técnico para que se apresente ao clube um projeto de gestão profissional e moderno, que funcione de forma independente do clube social e que possa vir a interessar investidores comprometidos com o sucesso do Botafogo”

Walter Salles com o filho Vicente durante visita ao clube em 2011 (Foto: Divulgação/BFR)

Walter Salles com o filho Vicente durante visita ao vestiário do Botafogo em 2011 (Foto: Divulgação/BFR)