Carlos Eduardo Sangenetto
27/10/2017
Rio de Janeiro (RJ)

O jornal Lance, maior diário esportivo do Brasil, completou nesta semana 20 anos de existência. Fundado em 1997, logo após as três medalhas de ouro conquistadas nos Jogos Olímpicos de Atlanta-1996, o periódico esteve presente vida de todo torcedor carioca, e o botafoguense fez parte disso.

Falando em fazer parte, trabalhei oito temporadas no jornal e participei um pouco desta história. Em 2009 entrei como estagiário e lá fiquei até 2016, quando deixei a edição do site (antigo Lancenet) para novos desafios, como escrever o Boletim do C.E, aqui no FOGÃONET.

Contratação de Herrera noticiada pelo Lance em janeiro de 2010 (Foto: Reprodução/Lance)

Sei que a imagem do Lance, recentemente, ficou arranhada para alguns alvinegros (não tiro a razão), mas em aniversários não falamos de episódios chatos, reunimos tudo que há de bom e simplesmente celebramos, não é mesmo? Separei 20 capas marcantes do diário sobre o Botafogo nestas duas décadas – certamente alguns apaixonados possuem exemplares recortados em casa até hoje.

Fica aqui a minha homenagem.

Saudações alvinegras!

Botafogo campeão brasileiro em 1995, mas não tinha Lance ainda…

Fundado em 1997, o Lance não teve a oportunidade de estampar o título brasileiro do Botafogo em 1995. Mas no aniversário de 20 anos da conquista, em 2015, o periódico fez uma capa especial de presente para os alvinegros guardarem de recordação. Não poderia ser de outro jeito, Túlio Maravilha beijando a taça e erguendo a bola. Muito maneiro!

O início do Carrossel Alvinegro: Botafogo campeão carioca em 2006

“Uh, tá maneiro, o Dodô é artilheiro!” . Com show do atacante, Fogão conquistou o Campeonato Carioca em cima do Madureira, no recém-reformado Maracanã. Na foto de capa, Reinaldo também ergue a taça que deu fim ao jejum de títulos que durava oito anos.

Coisa de Loco! Botafogo supercampeão carioca em 2010

Simplesmente inesquecível conquista alvinegra sobre o Flamengo, de Bruno, Vagner Love e Adriano Imperador após três vice-campeonatos seguidos sobre o rival (2007-2008-2009). Como não comemorar até hoje o pênalti defendido por Jefferson e cavadinha de Loco Abreu? A manchete “Supercampeão” faz referência aos títulos da Taça Guanabara e Taça Rio. Não teve para ninguém, só deu Fogão no Carioca de 2010.

Goleada perfeita de 4 a 0 sobre o Vasco em 2011

Com a benção de Zagallo antes da bola rolar, Loco Abreu, com dois gols, brilhou na vitória maiúscula sobre o Vasco. O Fogão teve uma atuação “impecável” e decidiu o clássico no primeiro tempo. Os três pontos fizeram a equipe se aproximar do G4 do Brasileirão.

Seedorf próximo de fechar com o Botafogo em 2012

A contratação de Seedorf, transferência histórica no futebol brasileiro, ganhava força na imprensa nacional e internacional. Nesta edição do diário, os interesses do Botafogo e do craque holandês foram escancarados para a torcida alvinegra, que aguardava ansiosamente o anúncio do reforço, feito no fim de junho.
 

Xô, zica! Botafogo encerra jejum de vitórias contra o Flamengo em 2013

O Botafogo reuniu, em 2013, uma geração talentosíssima que conseguiu dar muitas alegrias ao seu torcedor. Uma delas foi a quebra do jejum de vitórias contra o Flamengo no  Estádio Nilton Santos, gerenciado pelo clube desde 2007. Neste clássico, pela semifinal do Carioca, teve até gol de Vitinho sem goleiro. Que beleza, dá até saudade…

Botafogo campeão carioca incontestável em 2013

Foi difícil segurar a garotada de General Severiano. Assim como fez em 2010, no último título carioca, o Glorioso conquistou o Estadual após vencer os dois turnos. No jogo da taça, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, o Fogão derrotou o Fluminense. Melhor campanha, melhor ataque e melhor defesa. Superioridade indiscutível!

Eterno alvinegro, Nilton Santos morre no fim de 2013

Estátua da Enciclopédia do Futebol, localizada no estádio alvinegro, foi utilizada para noticiar o falecimento de um dos maiores ídolos da história do Botafogo, aos 88 anos de idade, no Rio de Janeiro. Menos de quatro anos depois, a casa do Fogão receberia o nome do ex-jogador, considerado um dos melhores laterais do futebol mundial.

Fogão se classifica para Libertadores após 17 anos

“Iiiihhh… Libertadores qualquer dia tamo aí!” era o grito que todo torcedor do Botafogo queria soltar nas arquibancadas, mas precisava aguardar o resultado da final da Copa Sul-Americana, no dia 11 de dezembro (crueldade, hein?) entre Lanús e Ponte Preta. Em caso de título argentino, o Alvinegro se classificava depois de 17 anos para a competição. E foi o que aconteceu, ainda bem! Teste para cardíaco, amigos. Nada foi fácil…

Corrente para estreia do Fogão no Maracanã pela Libertadores-2014

Derrotado no jogo de ida, no Equador, por 1 a 0, o Botafogo precisava da ajuda do seu torcedor contra o Deportivo Quito, no Maracanã, para avançar à fase de grupos da Libertadores. O Lance preparou essa bela capa alvinegra, misturando torcedores com jogadores e ídolos do clube, para apresentar a partida decisiva. Ficou irada!

Gigante Botafogo volta à Libertadores com goleada em 2014

“O Gigante voltou”, anuncia o mosaico da torcida do Botafogo no Maracanã. Sim, o Glorioso voltava a disputar a principal competição do continente depois de 13 anos. No reencontro, uma sonora goleada sobre o Deportivo Quito, do Equador, por 4 a 0. Wallyson foi o cara da partida ao anotar nada menos que três gols. Festa linda!

Amém! Botafogo vence campeão San Lorenzo pela Libertadores-2014

Se alguém chegasse do futuro e falasse para qualquer botafoguense que nesta noite tinha saído o campeão da Libertadores, teríamos certeza que seria nosso Fogão. O Botafogo bateu o San Lorenzo (ARG) com autoridade no Maracanã, pela fase de grupos. Um dos gols foi desse cara aí, Tanque Ferreyra, que calou o time do Papa Francisco. Quem diria…

Sobrou! Reconstruído, Botafogo conquista Série B do Brasileirão em 2015

Após o rebaixamento em 2014, o Alvinegro sobrou na Série B e conseguiu o acesso anunciado para a elite do futebol brasileiro, lugar que jamais deveria ter saído. Com poucos recursos, a atual diretoria conseguiu montar uma equipe competitiva para fazer o torcedor voltar a sorrir. Deu tudo certo e terminou com essa festa no pódio aí!

Sob desconfiança de todos, Botafogo se classifica para Libertadores-2017

“O Botafogo já está rebaixado”, “O Botafogo vai cair de novo”, muitos disseram, cansamos de ouvir. O resultado foi essa capa: Libertadores! Na última rodada do Brasileirão-2016, Bruno Silva marcou o gol da vitória alvinegra sobre o Grêmio em Porto Alegre e carimbou o passaporte para a competição sul-americana. Nem o botafoguense mais otimista esperava por esse fim de temporada maravilhoso.

Botafogo estreia na Libertadores de 2017 contra o Colo-Colo

Ansiedade total, os dias não passavam, a folha do calendário não virava. Sob desconfiança de parte dos torcedores, o técnico Jair Ventura, aposta da diretoria na temporada 2016, montava o “esquadrão alvinegro” para encarar uma pedreira logo na estreia na Libertadores. O primeiro desafio era contra o tradicional Colo-Colo.

Uuuuufa, foi com emoção! Botafogo despacha o Colo-Colo em Santiago

Alívio e comemoração! Após o gol contra assustador de Emerson Silva logo no início do jogo na capital chilena, o torcedor alvinegro foi à loucura com o gol salvador do atacante Rodrigo Pimpão aos 35 minutos do segundo tempo, que selou a classificação para a próxima fase da Copa Libertadores. Adiós, Colo-Colo!

Botafogo elimina Olimpia em noite histórica de Gatito Fernández

São Gatito, um heroi improvável! O goleiro paraguaio saiu do banco de reservas e foi um gigante ao defender três pênaltis decisivos contra o Olimpia, seu maior rival no início da carreira, e colocar o Botafogo na fase de grupos da Libertadores. Uma noite inesquecível, daquelas para contar para os filhos, netos, bisnetos…

Fogão bate Atlético Nacional, campeão da Libertadores, na Colômbia

O primeiro jogo do Glorioso fora de casa no “grupo da morte” era contra o Atlético Nacional, o atual campeão da Libertadores. A partida era vista como um grande teste de fogo para o surpreendente Botafogo, que não tomou conhecimento dos rivais e demoliu os colombianos em Medellín. Camilo e Guilherme fizeram a festa alvinegra!

Botafogo garante classificação para as oitavas de final da Libertadores

Capa polêmica e responsável pelo último atrito dos torcedores do Botafogo com o jornal. O “chororô”, termo mal utilizado pela edição destinada aos alvinegros, no entanto, deveria ser para os rivais flamenguistas, que tinham sido recentemente eliminados da Libertadores. Faltou exaltação à conquista do clube: a nova vitória sobre o Atlético Nacional, desta vez no Nilton Santos, garantiu o Fogão nas oitavas de final. Pimpão, mais uma vez, decidiu a parada e ganhou o merecido espaço na manchete principal!

Não se compara, orgulho demais! Botafogo elimina o Nacional-URU 

A classificação para as quartas de final da Libertadores sobre o Nacional-URU veio, enfim, com uma capa no tom que os torcedores do Botafogo mereciam. Sim, o Fogão era o único orgulho do Rio naquele momento (e continua sendo). Ninguém fez mais bonito na temporada 2017 que o Glorioso. Pimpão novamente com os holofotes!