Ricardo explicou por que optou por escalar Diego no lugar de Saulo no gol do Botafogo, na partida contra o Bahia, em Salvador, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. O treinador do Fogão confirmou a informação publicada pelo Boletim do C.Ede que a escolha pelo jovem de 20 anos foi técnica, e não para poupar Saulo.

– Diego tem muita personalidade, é um atleta jovem, sabe exatamente o que quer. Tem uma qualidade muito grande no jogo com os pés. Entendemos que a pressão do Bahia no início do jogo ia nos colocar em uma situação de ter que fazer uma bola mais longa, mas não queríamos isso. Queríamos jogar com a bola nos pés para que tivéssemos espaço nas costas das linhas de marcação do Bahia – justificou Zé Ricardo.

O comandante alvinegro ainda destacou a experiência de Diego, apesar da pouca idade, e depositou confiança no atleta.

– É um jogador campeão brasileiro de juniores, tem mais de 200 jogos na base, estreou contra o Sport de uma forma bem segura no Nilton Santos numa vitória por 2 a 0. E está em condição igual com o Saulo. Por isso, a gente entendeu que ele tinha que ter oportunidade também – acrescentou.

Sobre o segundo gol do Bahia, Zé Ricardo saiu em defesa de Diego. A imprensa e as atuações do FOGÃONET apontaram falha do novato.

– Eu discordo um pouco de vocês, não vi o gol novamente. Mas foi uma cabeçada muito rápida do Gregore no primeiro pau. Ele tentou espalmar e a bola acabou entrando, tomando efeito contrário – avaliou.

Assista ao vídeo da entrevista coletiva de Zé Ricardo após Bahia 2 x 1 Botafogo: