Um dia após o segundo rebaixamento da história do clube, o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, eleito na última semana, concedeu uma entrevista coletiva. Na sede de General Severiano, ele falou sobre projeto de reformulação para a próxima temporada, mas, antes, ressaltou o difícil momento financeiro do clube com um dado alarmante: o tamanho da dívida. Por isso, a nova diretoria vai batalhar para aliviar a asfixia financeira diante das receitas bloqueadas.

“A dívida é estimada em R$ 750 milhões. Para essa questãode Refis, pela estimativa inicial devemos ter R$ 15 milhões bloqueados para fazer frente a um pagamento de R$ 6 milhões ou R$ 7 milhões. É bem suficiente o que tem lá para começar 20116 em outro patamar”, disse Carlos Eduardo Pereira.

O presidente alvinegro garantiu que já iniciou conversas com diversos setores, como a Procuradoria da Fazenda, para tentar livrar o clube do problema. Carlos Eduardo Pereira não garantiu a permanência do técnico Vagner Mancini e do diretor Wilson Gottardo para 2015. E, por fim, ainda considerou que a contratação de Seedorf pelo clube, em 2012, foi ‘capenga’. Perguntado sobre o panorama que encontrou no clube foi ruim, Pereira foi direto:

“É pior do que eu imaginava”

Confira abaixo a entrevista.

MANCINI E GOTTARDO CONTINUAM?

Essa posição até o presente momento nós tratamos o departamento de futebol para a conclusão do Campeonato Brasileiro. A partir de hoje o Antônio Carlos Mantuano e o Gustavo Noronha vão sentar com Mancini e Gottardo, fazer avaliação do trabalho, entender os pontos positivos, negativos e começar o ano de 2015 a partir de hoje.

DISPENSAS ANTES DO FIM DO BRASILEIRO?

O elenco é o mesmo, prestigiado e mantendo minha posição de agradecimento do Botafogo a eles, pela dedicação ao longo do ano.

PROBLEMAS FISCAIS

O ano de 2015 ele também vai precisar começar agora com a resolução dos problemas fiscais. Coloco de forma direta e objetiva para você e todos os botafoguenses. Se nós não conseguirmos resolver as questões jutno à Procuradoria da Fazenda Nacional e ao Ato Trabalhista isso praticamente inviabiliza o funcionamento do clube. Não vamos ter condições de operar o Botafogo com 100% das receitas bloqueadas. O clube possui receitas razoavalmente bloqueadas pela Receita e por ações trabalhistas. O Ato Trabalhista não vamos conseguir resolver esse ano, mas nosso departamento jurídico estuda alguma medida que permita o funcionamento do clube.

RECEITAS BLOQUEADAS

Friso que é absolutamente inconstitucional que uma instituição tenha uma 100% das receitas bloqueadas. Se espera que o Botafogo cumpra seus compromissos e com as receitas bloqueadas é impossível.

RECADO DOS SÓCIOS DO CLUBE

Temos de nos basear no último resultado das eleições. O quadro social deu uma mensagem clara em optar por uma mudança bem significativa nos rumos que o clube vem cumprindo. A gente tem confiança porque o Botafogo tem potencial de arrecadar, com volume de torcedores.. Os problemas são grandes, mas ele também é muito grande. Quando você tem condição de enfrentar os problemas de frente, e essa é a diferença da nossa gestão. Não vamos esperar. Já estivemos na Procuradoria da Fazenda,estamos visitando os parceiros, apresentando que o Botafogo tem outra postura, proativa. Queremos arcar com os nossos comprmissos, mas precisamos de uma margem mínima de manobra. Mensagem para o sócio e torcedor é: confiem como sempre confiaram no Botafogo. Estamos tratando de um dos 12 maiores clubes pela Fifa, que mais cedeu atletas à seleção em Copadas do Mundo. Isso não se apaga por uma cidente de percurso. O clube vai sair dessa situação e o ano de 2016 vai ser muito melhor.

CONVERSAS COM MANCINI

Já conversei com o Vagner Mancini no último sábado. As primeiras palavras têm sido sempre de agradecimento e o reconhecimento de que não são os responsáveis pelo rebaixamento, mas do clube como um todo. Vamos ouvir o Mancini, ouvir o Gottardo.

NEGOCIAÇÃO SOBRE O REFIS

A questão do Refis fizemos uma análise da situação e é possível que o clube tenha um prazo posterior de 30 dias do vencimento para realizar o pagamento. Em paralelo identificamos a exisência de montantes significativos. Nosso contato com os Procuradores da Fazenda foi que nós conseguissemos um tipo de compensação ou vamos apresentar uma alternativa para realizar essa quitação até o fim do ano. O Botafogo não quer sacar esse dinheiro para usar em outras coisas. Mas, sim, que o dinheiro permaneça na Fazenda e que o Botafogo quite suas pendências, como no Ato Trabalhista.

ERROS QUE RESULTARAM NO REBAIXAMENTO

Além das finanças, foi importante o distanciamento da diretoria, a perda de comando, a ocupação de espaço por pessoas apadrinhadas pelo ex-presidente. Você criou uma estrutura de amigos do presidente que você não consegue desenvolver o trabalho. Começamos a Libertadores com o senhor Eduardo Húngaro, que não tinha a menor experiência para isso.

CAOS FINANCEIRO PREVISÍVEL

Desde 2011, quando nós lançamos nossa chapa pela primeira vez, o Botafogo dava sinais preocupantes. A gente observava que os orçamentos eram deficitários. E você não tem como sobreviver com isso. O u você corta despesa ou aumenta receita. Infelizmente a alternativa que os gestores encontraram foi o adiantamento de despesas. Mas com o tempo vocÊ perde essa capacidade e entra em insolvência. Era um cenário previsível para nós que estávamos dentro do Conselho Deliberativo. Alertamos, mas infelizmente o Conselho optou por ter uma visão política das contas.

ENGENHÃO

Com relação ao Engenhão nós estivemos sexta-feira com o prefeito Eduardo Paes, que nos recebeu com muita cordialidade, e nos posicionou que as empresas prometeram entregar em novembro, adiaram para março, mas o prefeito vai fazer todos os esforços para jogarmos em janeiro o Campeonato Carioca. Com isso podemos lançar o sócio-torcedor. É o estádio olímpico de 2016 e temos uma boa possibilidade para depois das olimpíadas conseguir negociar os naming rights.

EMPRÉSTIMOS DA EX-DIRETORIA

Em relação ao empréstimo de R$ 3 milhões com comissão, estamos apurando este e outras operações. Infelizmente a postura ética estava meio colocada de lado Estamos apurando isso e assim que tenhamos um posicionamento mais concreto vamos divulgar para vocês. É certo que vamos fazer uma auditoria externa para levantar não só essas negociações, mas com os atletas profissionais.

PATROCÍNIO PARA 2015

A nossa intenção e prioridade é renovar o vínculo com a Guaraviton, eles já manifestaram interesse. Vamos abrir o diálogo agora e o departamento de marketing busca outras alternativas caso não seja possível realizar com a Guaraviton.

CLUBE PERDEU VALOR DE MERCADO?

Já tivemos uma reunião com um fornecedor de material esportivo importante. Já temos uma reunião marcada para a próxima sexta-feira. Amanhã provavelmente receberemos uma outra marca interessada. Não senti nenhuma perda porque as empresas têm a noção de que o Botafogo é uma marca forte, com mais de cinco milhões de torcedores no Brasil, com abrangência internacional. Por enquanto não senti nenhuma restrição. Claro que se não conseguirmos retornar para a Primeira Divisão em 2015, fica complicado, temos um corte na cota de tv. Mas não vi nenhuma restrição para 2015.

ELENCO PARA 2015 PRECISA SER MAIS BARATO?

A questão de custo ela é bastante relativa, né? O que você precisa é ter um elenco que te entregue um produto final de qualidade e não necessariamente um elenco caro vai te entregar isso. Você tem de ter qualidade e experiência no mercado para escolher os homens certos. A expectativa é conseguir um plantel competitivo e adequada. Por isso fiz a sinalização de convidar os atletas afastados. Para mostrar ao mercado e ter capacidade de diálogo.

POLÊMICA DO CONTRATO DE GUARAVITON

Ali não há polêmica. Era o pai e o irmão do ex-presidente que eram comissionados. Eles não recebem mais comissão, o dinheiro vai todo para o Botafogo.

DEFINIÇÃO DO CONSELHO DIRETOR

Hoje à tarde vamos ter uma reunião com os demais vice-presidentes e vamos saber exatamente essa expectativa de redução. Infelizmente é fundamental que a gente faça essa redução. E para não ser injusto, que as pessoas eventualmente contratadas na gestão são do grupos de amigos (do Maurício), estamos fazendo uma análise criteriosa.

PERFIL DE ELENCO

É uma visão que reflete uma experiência de um executivo que disputou agora a Série B (Sobre Rodrigo Caetano, do Vasco, ter dito que o clube teve um elenco muito técnico para a Segunda Divisão). Quem vai definir fundamentalmente o perfil será o departamento de futebol com o Antônio Carlos Mantuano e Gustavo Noronha. Vamos tentar compatibilizar essa necessidade com atletas e executivos. É difícil porque são vários atletas, várias posições, várias origens. Então você tem de fazer uma mescla. O mais importante é encontrar equilíbrio entre combatividade e técnica.

PRAZO PARA LIBERAR RECEITAS BLOQUEADAS

Por enquanto prefiro não revelar em respeito aos procuradores da Fazenda, já que vams apresentar uma alternativa. Faço questãode frisar que a relação será de absoluta parceria, que atenda aos credores e ao Botafogo. O clube se posicionou que é favorável para que ocorra qualquer tipo de acompanhamento, de acesso aos documentos do clube. Não temos restrição a isso. Se a proposta for exitosa, apresentaremos a todo.

CRISE NO FUTEBOL CARIOCA

Não vejo a situação do Botafogo como um problema do futebol carioca. Foi um problema interno do Botafogo. GErenciais, internos. O Botafogo tinha condições de não estar nessa situação que atualmente se encontra. É um problema nossa e que de forma interna vamos resolver.

MAIS TIMES CATARINENSES DO QUE CARIOCAS NA SÉRIE A DO BRASILEIRO

É muito ruim porque para os nossos adversários de Primeira Divisão é melhor ter um clássico com mo Botafogo do que com uma equipe menor, de menor torcida. Mas como disse não acho que seja

SITUAÇÃO ENCONTRADA NO CLUBE

É pior do que eu imaginava, com certeza. Porque a gente acreditava que tivesse mais alternativas, principalmente na área trabalhista. Infelizmente não, vamos começar o Ato Trabalhista praticamente do zero. Será um caminho longo pra trilharmos. Será complicado, é importante que o sócio tenha isso em mente. Vamos trabalhar prioritariamente para resolver. Temos a expectativa da votação do Proforte que seria uma válvula de escape não só para o Botafogo, mas para todos os clubes.

AVALIAÇÃO DO FUTEBOL

Vamos ter essa reunião da diretoria e a partir daí realizar os convites. Em relação às pessoas no depertamento de futebol hoje começou a avaliação do plantel. Todas são pessoas de competência. Até agora não tenho essa questão de nomes bem definidas. Até agora tenho avalição com o Mancini, com o Gottardo para entendermos 2014 e avaliarmos para 2015.

CT

Botafogo tem alternativas, mas claro que temos o Engenhão. A nossa ideia é reativa o campo de General Severiano, infelizmente foi mais um erro cometido, essa destruição do nosso campo de grama. E temos o Caio Martins e outro CT para compor a base. Isso é emergencial. E em 2016 começar as obras no CT integrado da base e do profissional. Mas isso vai depender da captação desses recursos.

VAGA NA LIBERTADOERS E SEEDORF

A vinda do Seedorf foi capenga. Trouxe o atleta, mas todo os custos pelo clube. Quando você traz um grande nome tem de trazer ações de marketing, mas em relação a ele nada foi feito. Houve um ganho de imagem, mas diante da gravíssima crise econômica esse ganho foi pouco.

AUDITORIA EXTERNA

Isso é uma consequência natural do que for apurado. Se for, ele terá de passar pelos trâmites internos do clube e se for identificada irregularidade vamos dar o devido tratamento. Seguirá um trâmite normal para a apuração da auditoria. Vamos ver nossa disponibilidade de contratar essa empresa porque é um trabalho razoavelmente caro.

CAPTAÇÃO DE NOVOS SÓCIOS

Realmente a gente tem hoje uma imagem muito desgastada. Como tenho dito aos procuradores, disse no Tribunal do Trabalho, você não recupera a imagem com palavras. Recupera com atitudes. Confio muito a torcida do Botafogo, na capacidade de mobilização, de maximização. Vamos ter no nosso site total transparência das receitas obtidas. Com isso conseguimos atrair mais sócios-torcedores, sempre com a ressalva que precisamos ter o Engenhão. No número de sócios pretendemos alterar a tabela de contribuições para que as pessoas possam aderir ao clube. Se querem amis serviço pagarão mais, se querem menos, pagarão menos. Pelo estatuto, o sócio-torcedor é vedado ao voto. Então o sócio-contribuinte.

SEEDORF FOI UM ERRO?

Não acho que foi um erro. Foi mal executada. O ídolo, assim coo Jefferson, que é pedra fudnamental para 2015, tem de realizar um projeto de marketing para divulgar. Ídolo o clube tem sempre de estar disposto a trazê-lo. O nosso produto está ligado ao campo, Às vitórias. E oi ídolo está ligado a isso de forma inseparável. MAs precisamos trazer a questão financeira para evitar que se torne um risco.

Fonte: ESPN.com.br