Os advogados de Jobson enviaram na noite desta segunda-feira para a Fifa um pedido de efeito suspensivo para o atacante, solicitando que a entidade libere o jogador para atuar até que um novo julgamento seja marcado. Jobson foi punido com quatro anos de suspensão por supostamente ter se recusado a fazer exame antidoping quando atuava pelo Al Ittihad, em 2014.

Ainda há uma esperança de que ele possa ter condições de disputar a finalíssima do Campeonato Carioca, domingo, contra o Vasco, mas a possibilidade ainda é incerta. As informações são do site Globoesporte.com.

– Enviamos o pedido de efeito suspensivo na noite de segunda-feira, mas não há qualquer perspectiva de quando a Fifa dará sua resposta. Não existe prazo, mas claro que torcemos para que isso ocorra até esta sexta-feira – explicou Bichara Neto, um dos advogados que defendem Jobson no caso, ao portal.

Fonte: Globoesporte.com