O técnico Oswaldo de Oliveira será o responsável para colocar um fim na “novela Neilton”. A revelação santista segue com sua renovação contratual emperrada na Vila Belmiro e entrou na mira do Botafogo-RJ, que tem interesse em contar com o seu futebol. Apesar de brigar com a diretoria por um bom aumento salarial, o futuro do jogador está nas mãos do novo comandante do time paulista. O UOL Esporte apurou que o Comitê Gestor só mudará de ideia caso Oswaldo exija a permanência do jovem atacante neste ano.

“O Oswaldo chega de viagem e conversará com a diretoria sobre o Neílton. O teor dessa conversa será decisivo. Se ele quiser utilizar o Neílton pode ficar, desde que ele tenha um salário digno com o que ele representa no mercado. Mas se for para ser terceira opção é melhor respirar novos ares. Aí o Botafogo aparece com boas chances de contratá-lo”, afirmou Hamilton Bernard, novo empresário do atacante.

Oswaldo de Oliveira teve papel decisivo para a revelação de alguns jovens no Botafogo. Foram os casos de Vitinho, Dória, Gabriel, Jadson, por exemplo, que foram vendidos para Europa ou estão entre os titulares. Nos dois anos em que esteve a frente do Alvinegro o treinador, hoje no Santos, demonstrou uma afeição aos garotos.

Até por isso, é muito difícil que Oswaldo de Oliveira decida por não aproveitar Neílton na próxima temporada. A questão é se ele terá influência em reverter o quadro na diretoria do Santos, que não parece disposta a ceder e aumentar o salário do atacante. Essa atitude, inclusive, tem irritado bastante o estafe do atleta.

O ataque é o setor mais carente do Botafogo. Elias e Bruno Mendes estão sem contrato e não deverão permanecer em 2014. Willian José já está acertado e deverá ser anunciado oficialmente nesta segunda-feira. Além disso, o Alvinegro procura mais um jogador para ser titular. Forlán é o alvo, mas Walter e Nilmar foram tentados.

O valor financeiro é o único entrave para que Neilton estenda seu vínculo com o Santos, que termina em maio deste ano. O clube não está preocupado com o fato de o jogador assinar um pré-contrato com o Botafogo, e avisou que não aumentará um centavo do valor proposto.

A diretoria santista ofereceu um salário-padrão que tem estabelecido para os atletas promovidos das categorias de base nesta temporada – R$ 30 mil mensais por um acordo de cinco anos. Em caso de titularidade e evolução, Neilton ainda receberia um reajuste a ser combinado no próximo ano. Em 2013, o clube anunciou as renovações de outras promessas nos mesmos moldes – casos de Jubal, Alison, Leandrinho, Léo Cittadini e Pedro Castro.

O fato de o Santos anunciar que Neilton recusou a proposta de renovação despertou a revolta dos torcedores do clube. No ano passado, o atacante foi pressionado na saída da Vila Belmiro após um jogo da equipe santista no Campeonato Brasileiro, e também foi vaiado enquanto defendia o time sub 20.

Enquanto negocia com Neilton, a diretoria do Santos tenta reforçar o ataque para a próxima temporada. Além de Leandro Damião, ex-Internacional, já contratado, o clube tenta fechar as contratações do chileno Eduardo Vargas, do Napoli, da Itália, e também de Rildo, atacante da Ponte Preta.

Fonte: UOL