O jogador Gabriel entrou na justiça pedindo liberação do Botafogo, assim como Daniel, sobre principal alegação de atraso de quatro meses de FGTS e conseguiu a rescisão no dia 12 de dezembro, na justiça. Com a volta do Botafogo ao Ato Trabalhista e receitas desbloqueadas, a diretoria manteve contato com os atletas, através do Vice-presidente Carlos Mantuano e Aníbal Rouxinol, gerente de futebol.

Os representantes estudam a possibilidade de conversar com a diretoria para discutir a situação e pretendem ouvir a proposta que o Botafogo tem a oferecer aos jogadores.

O presidente afirmou que a diretoria está aberta para diálogos.

“Continuamos abertos a negociar com os dois atletas que pediram afastamento do clube, procuramos transmitir aos jogadores e empresários que os atrasos nos salários de 2014 não foi privilégio do Botafogo e que o clube continua aberto ao diálogo, procurando chegar a um bom entendimento.”

Fonte: Super Rádio Tupi