Com a medalha de campeão brasileiro da Série B no peito, o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, afirmou que o assédio do Flamengo em cima do volante Willian Arão não o preocupa. O autor do gol do título estaria apalavrado com o Flamengo, segundo o site Globoesporte.com, mas o Glorioso pode exercer uma cláusula de renovação automática mediante pagamento de R$ 400 mil.

– Vamos seguir trabalhando. O assédio não nos preocupa (o jogador está apalavrado com o Flamengo), pois temos uma proteção em termos de contrato. Temos confiança de que o Arão e outros jogadores vão continuar conosco em 2016 – afirmou o presidente durante o desembarque da equipe no início da tarde no Aeroporto do Galeão.

Carlos Eduardo Pereira não quis entrar em maiores detalhes nos casos mais polêmicos, como os de Willian Arão e Daniel Carvalho, e garantiu que só vai tratar do assunto depois do jogo contra o América-MG, no próximo sábado, no Estádio Nilton Santos.

– Não queria citar casos específicos porque o grupo foi muito positivo. Por exemplo, Jefferson e Luís Henrique ainda têm contrato. Vamos pensar nos específicos depois do jogo contra o América-MG. Agora vamos trabalhar o grupo, curtir e preparar um evento bacana para apresentar a taça à torcida no sábado – completou.

Fonte: Redação FogãoNET