Não deu para o Botafogo. Após um grande primeiro tempo – com direito a bola no travessão e tudo -, o Glorioso acabou sofrendo na etapa final e perdeu para o Atlético-MG por 2 a 0 nesta quarta-feira, no Independência, caindo na fase de oitavas de final da Copa Sul-Americana. O Galo, que havia vencido no Rio por 1 a 0, vai enfrentar o La Equidad (COL) nas quartas.

Precisando de gols para se classificar, o Botafogo adotou uma postura agressiva desde o começo e já tinha duas finalizações em menos de dois minutos. Marcando em cima e jogando no campo do adversário, o Fogão foi assustando: Luiz Fernando chutou com perigo para fora, aos 14 minutos, Cícero testou Cleiton aos 15 e Rodrigo Pimpão, no rebote, parou no goleiro atleticano, aos 25.

Depois dos 30 minutos, o Atlético-MG passou a equilibrar um pouco mais o jogo. Numa vacilada de Gustavo Bochecha, Chará recebeu livre e Cícero salvou a pátria, de carrinho. Depois, Gatito Fernández fez uma grande defesa, em finalização de Otero. No fim da etapa inicial, o Botafogo teve o lance mais agudo. Marcinho cobrou falta lateral com categoria e acertou o travessão.

No segundo tempo, o Atlético-MG voltou com outra postura e pressionou mais o Botafogo. Aos 14 minutos, Gatito defendeu o chute de Otero. Depois, aos 20, Vinicius pegou o rebote e, da marca do pênalti, chutou para fora. O Botafogo respondeu apenas aos 26 minutos, em cabeçada de Alex Santana para fora.

O balde de água fria na torcida do Botafogo veio aos 28 minutos. O árbitro Wilton Pereira Sampaio marcou pênalti de Alan Santos em Jair – o lance foi revisto pelo VAR, mas o juiz não consultou a imagem. Na cobrança, Fabio Santos cobrou com força no alto e não deu chances para Gatito, que pulou no canto certo: 1 a 0.

Tendo que virar o jogo, o Botafogo deixou ainda mais espaços no final e, depois de Gatito realizar alguns milagres, Vinicius fechou a conta, aos 40 minutos do segundo tempo: 2 a 0 para o Atlético-MG.

Próximos jogos

Eliminado na Sul-Americana, o Botafogo agora terá apenas a sequência do Campeonato Brasileiro a disputar em 2019. O próximo compromisso será no domingo, às 16h, fora de casa, contra o lanterninha Avaí, na Ressacada, em Florianópolis.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2 X 0 BOTAFOGO

Estádio: Arena Independência
Data/Hora: 31/07/2019 – 21h30
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa/DF)
Assistentes: Marcelo Van Gasse (Fifa/SP) e Bruno Raphael Pires (Fifa/GO)
VAR: Leodán González (URU), Rodolfo Toski Marques (Fifa/PR) e Bruno Boschilia (Fifa/SP)
Renda e público: R$ 465.166,00 / 22.385 torcedores
Cartões amarelos: Vinicius e Jair (ATL); Luiz Fernando (BOT)
Cartões vermelhos:
Gols: Fabio Santos 31’/2ºT (1-0) e Vinicius 40’/2ºT (2-0)

ATLÉTICO-MG: Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello e Fabio Santos; Jair (José Welison 43’/2ºT), Elias e Vinicius; Otero (Geuvânio 16’/2ºT), Chará (Luan 38’/2ºT) e Ricardo Oliveira – Técnico: Rodrigo Santana.

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcinho, Cícero, Marcelo Benevenuto e Gilson; Gustavo Bochecha (Igor Cássio 33’/2ºT), João Paulo (Alan Santos 21’/2ºT) e Alex Santana; Rodrigo Pimpão (Leo Valencia 26’/2ºT), Luiz Fernando e Diego Souza – Técnico: Eduardo Barroca.

Fonte: Redação FogãoNET