Auxiliado por investidores, o Atlético-MG prepara uma oferta para tirar Igor Rabello do Botafogo. Os mineiros apresentarão uma proposta que se aproxima dos R$ 15 milhões pelo zagueiro e contam com o desejo de deixar General Severiano do jogador para tê-lo em definitivo em 2019.

Com a ajuda dos conselheiros Ricardo Guimarães e Rubens Menin, o Galo pretende pagar o montante à vista, o que facilitaria a transação em definitivo. O valor será pago para adquirir a fatia que pertence aos cariocas, detentores de 60% dos direitos econômicos de Rabello. O restante – 40% – é dividido entre o defensor de 23 anos e o empresário Anselmo Paiva e permaneceria com a dupla.

Além da proposta financeira, o Atlético-MG conta com dois fatores importantes. Primeiro, o estafe de Igor Rabello já informou ao Botafogo que gostaria de se transferir em 2019. O atleta busca novos ares e vê a Libertadores como uma chance de valorização para ida à Europa.

Outro ponto é a necessidade do Botafogo de fazer dinheiro no mercado da bola. Embora tenha melhorado a vida financeira com a ida de Matheus Fernandes para o Palmeiras por 3,5 milhões de euros (R$ 15,54 milhões), o clube do Rio de Janeiro ainda precisa faturar com negociações.

Isso por que o Botafogo conseguirá pagar os salários de novembro e dezembro com a venda de Matheus Fernandes com parte do pagamento que receberá à vista – o restante será parcelado ao longo de 2019. Assim, o dinheiro da venda de Rabello ajudaria o Alvinegro a finalmente fechar o ano pagando 13º e férias dos jogadores.

A iminente contratação de Réver, que deve assinar contrato de três anos com o Atlético-MG, não cessa a busca do clube por Igor Rabello. A diretoria ainda quer contar com o defensor de 23 anos no elenco comandado por Levir Culpi.

Fonte: UOL