JEFFERSON – 6,5
Teve pouco ou quase nenhum trabalho no jogo. Bem nas intervenções que fez

LUIS RICARDO – Sem nota
Machucou-se com menos de 15 minutos, não teve tempo de ser avaliado

JOEL CARLI – 7,0
Firme, ganhou tudo, seja por cima ou por baixo. Já se firmou como xerifão argentino

EMERSON – 7,0
Preciso nos desarmes, fez boas antecipações e deu pouco espaço. Outra atuação segura

DIOGO – 6,5
Cumpriu bem seu papel defensivamente e deu opção pela esquerda. Faltou capricho nos cruzamentos

AIRTON – 7,0
Apanhou mais do que bateu. Controlou o meio-de-campo e esteve bem enquanto jogou

RODRIGO LINDOSO – 6,0
Atuação discreta. Errou passes fáceis e não deu andamento a algumas jogadas, mas ajudou a dar equilíbrio no meio

BRUNO SILVA – 7,5
Marcação intensa, escapadas pela direita e o gol. Raçudo e dinâmico, fez um bom jogo

GEGÊ- 6,5
Alternou bons chutes com erros em conclusões de jogadas. Mas não se omitiu em momento algum e participou do gol

SALGUEIRO – 6,5
Vem melhorando jogo a jogo. Trocou passes, se movimentou e quase fez um belo gol. Ainda tem a evoluir

RIBAMAR – 6,5
Muita briga na frente, segurou a bola, mas faltou finalizar melhor. Vem amadurecendo

OCTÁVIO – 6,5
Para um meia improvisado, não se saiu mal na lateral. Embora tenha dado algum espaço, apareceu bem na frente, com cruzamentos e um chute perigoso

FERNANDES – 6,0
Entrou no lugar de Airton, mas pouco acrescentou

NEILTON – Sem nota
Entrou no final, tentou algumas jogadas, mas não conseguiu ser efetivo. Teve pouco tempo

RICARDO GOMES – 7,0
Seu time dominou o jogo e venceu sem sustos. Poderia ter sido mais. Mas o Botafogo ainda pode evoluir e matar os jogos antes

Fonte: Redação FogãoNET