GATITO: 6,0
Sem culpa no gol, fez uma boa defesa em chute de Nenê

ARNALDO: 7,0
Voluntarioso, deu opção o tempo todo e atacou pela direita

CARLI: 6,0
Foi firme e levou a melhor contra Thalles. Precisa parar de levar cartões

IGOR RABELLO: 5,5
Seguro na maior parte do jogo, poderia ter matado a jogada no gol de Nenê, mas cortou mal (embora o juiz pudesse ter dado mão)

VICTOR LUIS: 5,5
Não reencontrou seu melhor futebol. Perdeu uma jogada clara ao errar passe para Brenner

RODRIGO LINDOSO: 6,0
Foi lúcido e correto no meio-de-campo, distribuindo jogadas

BRUNO SILVA: 5,5
Apareceu mais no combate que na frente, não sendo a peça decisiva de outrora

JOÃO PAULO: 5,5
Fez o feijão com arroz no meio, mas faltou jogar mais e criar oportuniddes

MARCOS VINÍCIUS: 4,5
Apagado, errou a decisão na maioria de suas jogadas

RODRIGO PIMPÃO: 5,0
Correu, brigou e tentou, mas sem ser efetivo. Precisa produzir mais

BRENNER: 5,5
Mostrou lucidez e fez o trabalho de pivô bem. Faltou ter chances de finalizar

GILSON: 6,0
Entrou com gás e disposição, dando boa opção ao time pela esquerda

GUILHERME: 5,5
Teve pouco tempo, mas criou jogadas e mostrou qualidade

VINICIUS TANQUE: 5,5
Uma finalização perigosa em pouco tempo jogando

JAIR VENTURA: 5,5
Faz-se urgente encontrar soluções ofensivas para o time, que domina o jogo, mas pouco ameaça

Fonte: Redação FogãoNET