Jefferson: 7,5 – Boas defesas, a segurança de sempre e superação para se recuperar de uma virose e de uma forte pancada de Riascos na cabeça, que rendeu 5 pontos ao goleiro

Luis Ricardo: 6,0 – Cumpriu bem seu papel defensivo, mas foi pouco visto na frente. Pela característica ofensiva, pode ser opção de ataque mais vezes. Mas teve atuação segura

Carli: 6,5 – Firme nas disputas, ganhou praticamente todas pelo alto e se saiu bem por baixo. Não conseguiu acompanhar Riascos no gol, mas o lance não era fácil

Emerson: 8,5 – Ótima atuação defensiva, levando a melhor na maioria das disputas e um gol espetacular que deu o empate ao Botafogo

Diogo Barbosa: 5,0 – Fazia atuação regular, sem a força ofensiva de outros jogos, até falhar feio ao permitir lançamento para Éder Luís em suas costas, na jogada do gol de Riascos

Airton: 7,0 – Excelente atuação. Controlou o meio-de-campo, marcou bem e saiu para jogar, sofrendo bastantes faltas. Levou o terceiro cartão amarelo

Bruno Silva: 6,5 – Tem evoluído atuando pelo lado direito. Bem na marcação, apareceu infiltrando na área. Ainda pode melhorar

Rodrigo Lindoso: 6,0 – Limitou-se a passes curtos na maioria das vezes e a fechar o lado esquerdo. Como não marca com tanta intensidade, precisa aparecer mais para o jogo

Gegê: 5,5 – Pareceu sentir o clássico e a forte marcação. Tentou algumas jogadas, mas não conseguiu ser efetivo como no clássico contra o Fluminense

Luis Henrique: 5,5 – Apagado. Não conseguiu levar a melhor sobre seus marcadores nem criar jogadas ofensivas

Ribamar: 6,5 – Brigou, deu opção, fez o pivô e jogadas de velocidade. Para ser melhor, devia ter feito o gol quando teve chance cara a cara com Martín Silva

Neilton: 7,0 – Entrou colocando fogo no jogo pelo lado esquerdo e quase marcando um golaço. Tem muita qualidade, mas não ajuda tanto na marcação

Salgueiro: 6,5 – Mostrou qualidade, bom toque de bola e dinâmica. Mas ainda parece precisa de mais ritmo, entrosamento e força física

Lizio: Sem nota – Entrou no final, sofreu uma falta na entrada da área. Não teve tempo para ser avaliado

Ricardo Gomes: 7,0 – O time evoluiu justamente nos clássicos. Tinha um desafio complicado, mas o Botafogo jogou de igual para igual e foi buscar o resultado. Falta melhorar a parte ofensiva

Fonte: Redação FogãoNET