DIEGO CAVALIERI: 6,5
Teve trabalho na estreia. Sem culpa no gol, fez boas defesas

MARCELO BENEVENUTO: 6,0
Firme, seja na lateral ou na zaga. Recuperou diversas bolas na velocidade

GABRIEL: 6,0
Atuação segura, sem sustos. Jogou simples

HELERSON: 5,5
Jogou de forma correta, sem inventar ou arriscar. Substituído para tornar o time mais ofensivo

JONATHAN: 5,0
Foi bem na defesa, porém faltou mais precisão na construção de jogadas e no apoio

JEAN: 4,5
Limitou-se a marcar e a passes laterais. Faltou qualidade para jogar

RICKSON: 3,5
Voluntarioso, mas tímido com a bola no pé. Não deu sequência às jogadas

LEO VALENCIA: 4,0
Correu e tentou, mas não chamou o jogo nem foi efetivo

RODRIGO PIMPÃO: 5,5
Lutou, deu opção, tentou jogadas, porém sem muita inspiração

LUIZ FERNANDO: 3,5
Até se esforça e tenta, mas não tem acertado nada. Vive má fase

ERIK: 6,0
Como centroavante, o Botafogo perde o melhor que ele tem. Ainda assim foi quem mais deu trabalho à zaga rival

CÍCERO: 5,5
Qualidade com a bola no pé, mas falta ritmo e intensidade. Deu um chute no travessão

KIEZA: 5,0
Entrou para brigar com adversários e ser referência na área, mas pouco fez

JOÃO PAULO: 6,0
Mostrou qualidade e lucidez com a bola, além de combatividade

ZÉ RICARDO: 3,0
Errou feio ao abandonar o Carioca. Rodou o time (que só vai jogar de novo na outra segunda-feira), poupou titulares e foi justamente derrotado pelo Volta Redonda. Sua equipe não teve criatividade nem consistência. No fim, ainda alterou o lado dos laterais, com Rickson na esquerda e Jonathan  na direita, completamente tortos

Fonte: Redação FogãoNET