GATITO: 6,5
Pouco exigido, fez uma boa defesa em chute de Arthur

ARNALDO: 7,0
Sua velocidade acima da média o ajuda a encontrar espaços e dar opção. Foi bem na marcação contra Fernandinho, adversário difícil

CARLI: 7,5
Se recuperou de lesão, voltou, comandou a zaga e evitou um gol

IGOR RABELLO: 7,5
Também fez partida muita segura, sem proporcionar chances ao rival

GILSON: 8,0
Melhor do time, marcou bem, carregou a bola em velocidade e chegou ao ataque. Sofreu pênalti não marcado

JOÃO PAULO: 6,0
Pareceu abaixo fisicamente e teve que jogar mais recuado. Batalhou bastante

MATHEUS FERNANDES: 6,5
Bem na dinânica e na marcação, mas faltou poder de definição quando foi à frente

BRUNO SILVA: 5,5
Abaixo do seu nível habitual, o que fez o Botafogo sentir. Não teve a mesma intensidade

LEO VALENCIA: 5,0
Começou até bem, mas foi caindo até sumir. Tem qualidade, mas parece ainda não ter encontrado o ritmo do jogo no Brasil

RODRIGO PIMPÃO: 4,5
Levou a pior no duelo com Edilson. Foi bem marcado e errou muitos passes. Mérito foi na parte tática

ROGER: 6,5
Deu trabalho ao adversário, segurou a bola e finalizou duas vezes com perigo

RODRIGO LINDOSO: 6,0
Entrou abaixo do seu normal, mas foi se achando no jogo

MARCOS VINICIUS: 6,0
Um ou outro passe mais incisivo e aproximação ao ataque, mas sem ser eficiente

GUILHERME: 6,0
Entrou com pouco tempo, mas com vontade

JAIR VENTURA: 6,5
Seu time fez jogo equilibrado, porém ficou a impressão que poderia ter forçado mais. Manteve Valencia em campo por muito tempo

Fonte: Redação FogãoNET