JEFFERSON: 7,0
Fez boas defesas e não teve culpa no gol de Dedé. Uma saída errada que terminou em chute de De Arrascaeta para fora

MARCINHO: 6,0
Mais preso à marcação, não comprometeu. Muito exigido na partida

CARLI: 7,0
Responsável por cortar diversos ataques de gol do Cruzeiro, evitou uma derrota maior

IGOR RABELLO: 6,5
Teve dificuldades no combate direto, mas fez bom jogo contra um adversário difícil

GILSON: 6,0
Teve problemas na marcação a Rafinha, porém brigou muito e foi importante. Boa saída pela esquerda, poderia caprichar mais nos cruzamentos

RODRIGO LINDOSO: 5,0
Levou cartão injusto e foi discreto no resto do jogo. Deixou espaços na marcação e não foi efetivo com a bola

MATHEUS FERNANDES: 6,0
Muito vigor, disposição e bons desarmes. Arriscou saídas ao ataque

RENATINHO: 5,5
Tem qualidade e boa dinâmica, mas errou muito quando deveria dar sequência às jogadas

LEO VALENCIA: 4,5
O melhor foi uma bola no travessão. No mais, teve dificuldades para cumprir o papel tático e para criar jogadas de ataque

RODRIGO PIMPÃO: 5,0
Melhor que Valencia na parte física e tática, marcou bem Egídio. Porém, não jogou com a bola no pé

BRENNER: 4,5
Atuação ruim. Se enrolou com a bola diversas vezes e não finalizou na direção do gol. Perdeu uma boa chance. Seu pior jogo recente

LUIZ FERNANDO: 5,0
Não deu mais força e velocidade ao time. Fora de ritmo voltando de lesão

JOÃO PEDRO: 5,0
Ciscou, mostrou alguma qualidade na perna esquerda, mas pouco fez

KIEZA: sem nota
Pouco tempo em campo

ALBERTO VALENTIM: 5,5
Seu time foi organizado e fez bom primeiro tempo. Porém, piorou com as mexidas e sucumbiu ao Cruzeiro

Fonte: Redação FogãoNET