JEFFERSON: 3,0
Sem culpa nos gols, mas facilmente vencido. Não comandou sua defesa

ARNALDO: 0,5
Uma lástima. Nulo no apoio e uma avenida na defesa. No fim, andou

MARCELO: 4,0
Ao menos lutou muito, não desistiu e correu. Completamente perdido pelo alto

IGOR RABELLO: 5,5
Melhor do time, marcou, subiu nas bolas e tentou. Mas sozinho não dá

GILSON: 0,5
Se o Gilson é jogador, eu sou o Batman. O bem-humorado protesto faz cada vez mais sentido. Pífio

MATHEUS FERNANDES: 4,0
Sobrecarregado no meio, batalhou muito, marcou e tentou jogar

JOÃO PAULO: 2,5
Atuação muito abaixo de sua média. Pouco combateu e pouco jogou com a bola no pé

RODRIGO PIMPÃO: 2,0
Mais uma vez nulo. Cansou de se enrolar com a bola. Nada fez, além de correr para marcar

LEO VALENCIA: 1,0
O que fez em campo? Não marcou, não criou, não chutou, não ajudou…

LUIZ FERNANDO: 1,0
O que fez em campo? Não marcou, não criou, não chutou, não ajudou… E ficou 90 minutos

BRENNER: 1,5
Nota melhor que os dois últimos só porque a bola não chegou. Mas quase nada fez na partida

RENATINHO: 5,0
Mostrou que tem que ser titular, mesmo com erros. Deu mais dinâmica, se apresentou e chutou a gol, além de dar assistência

KIEZA: 5,5
Melhorou o ataque, fez o gol e participou mais

EZEQUIEL: 4,5
Melhor que os titulares, deu mais opção, correu e tentou dribles

FELIPE CONCEIÇÃO: 0
Seu time foi completamente envolvido e deu sorte de não levar uma goleada histórica

Fonte: Redação FogãoNET